Bethesda pode abrir mão de conferências na E3

A Bethesda fez uma conferência convincente durante a E3 2015 – estreia da publicadora nesta modalidade no evento, inclusive -, pelo menos este foi o aval dado por boa parte dos fãs e da grande mídia. Jogos como Doom, Dishonored 2 Fallout 4 deram as caras durante a apresentação e cumpriram seu papel de fazer crescer as expectativas.

Fallout 4 corpo

No entanto, nem mesmo o êxito garante que a empresa criará uma tradição de conferências de grande porte na maior feira de videogames do mundo. Em entrevista ao The Telegraph, o vice-presidente de relações públicas da Bethesda, Pete Hines, afirmou que a apresentação deste ano se deu “pelo tempo parecer propício a este tipo de coisa”.

Não sei se faremos uma conferência no ano que vem. Aliás, não sei se faremos outra novamente.

A afirmação corrobora o que Hines fala sobre o modo de produção da Bethesda, “voltado mais para qualidade do que para quantidade”. Este ano foi excepcional para a empresa em termos de franquias de peso com lançamentos engatilhados e o formato de conferência mostrou-se a forma mais sensata e eficiente de mostrar as novidades aos fãs.

Não bastaria um stand no evento para cobrir tudo o que mostramos. E, mais importante, não importa o que fizéssemos em um stand, nós receberíamos apenas um número limitado de pessoas que vão à E3 ali. Não sei quantos visitantes o evento teve este ano, mas digamos que foi 40 mil. Não há como colocar 40 mil pessoas em nossos stand para ver tudo. Você tem sorte se consegue quatro.

Dishonored 2 corpo

Por outro lado, Hines reconhece que os tempos estão mudando ao lembrar-nos que o mundo se conecta via internet para assistir à E3. Todavia, ele torce para que o evento mantenha o foco na indústria de videogames e em seus profissionais, justificando que não gostaria que o evento se tornasse uma PAX.

Já temos a PAX, já temos a Eurogamer, a Paris Games Week, Gamescom e mais um monte de apresentações para o público. Acho que um evento que ainda tem grande relevância para comércio e indústria precisa manter esse escopo. Não dá para dizer do nada ‘tome, mais 20 mil fãs para você lidar. Já é uma bagunça. Já existem limitações e é difícil superá-las.

Se você não assistiu à conferência da Bethesda na E3, pode conferi-la no vídeo abaixo:

Author: Luiz Roveran

Brasileiro de estatura mediana, gosto muito de fulana mas sicrana é quem me quer. Compositor, guitarrista e pesquisador de trilha musical de videogames, meti-me a falar de jogos e pretendo continuar nesta toada por um tempo.

Share This Post On