BGS 2017 | Railgunners: Primeiras Impressões

Um dos games que tivemos a oportunidade de testar na ala indie da BGS 2017 foi o brasileiro Railgunners, da Expresso Studios. Trata-se de um jogo de nave de progressão lateral aparentemente simples, mas que mostra possuir uma propensão para se estabelecer como um jogo bastante desafiador.

Em Railgunners, a Terra está sendo invadida por alienígenas e o jogador é convidado a escolher uma das três naves disponíveis no game para enfrentar a invasão. É preciso ultrapassar diferentes estágios a fim de progredir na história, mas, como tudo na vida, as coisas não são nem um pouco simples.

Se o jogador não demonstrar habilidade em combate, derrotando diversos inimigos em seguida, ele logo perde seu combustível e sua vida, e assim precisa voltar ao início do estágio. Porém, perder não é algo totalmente ruim no jogo, pois dependendo da quantidade de alienígenas que você derrota, você consegue pontos e pode melhorar a sua nave, tornando mais fácil o processo de vencer seus inimigos e vencer o estágio.

As mecânicas de tiro são bastante fáceis de entender e os controles respondem muito bem aos comandos do jogador. O conceito de que há uma recompensa na perda caso você derrote um quantia considerável de inimigos é bastante interessante, e oferece uma motivação a mais para se continuar jogando o game. Vai ser interessante ver como isso se desenvolverá no jogo completo para que ele não fique muito fácil, mas, ao mesmo tempo, não se torne muito punitivo.

A demo do jogo se mostrou divertida e envolvente, de modo que é bem provável que o resultado final faça com que o jogador passe horas a fio jogando. Para aqueles que estiverem curiosos, é possível experimentar a demo na Steam.

O lançamento de Railgunners é esperado para 2018.

Author: Pedro Vieira

Nerd, gamer e cinéfilo. Apaixonado por Zelda, acredita ser a reencarnação do herói do tempo.

Share This Post On