Um estudo de caso sobre a suposta crise na Nintendo

3DS Artigos Playstation 3 Playstation 4 PS Vita Wii U Xbox 360 Xbox One

Pietro Cariola, estudante do curso de engenharia elétrica da Universidade Estadual de Campinas, enviou-nos um estudo de sua autoria sobre o comércio de aparelhos de videogame nos últimos 10 anos. Seu objetivo era desmistificar a nuvem ominosa formada pelos recentes fatos envolvendo a atuação da Nintendo no Brasil. Segue abaixo.

A recente notícia do encerramento das atividades da Nintendo no Brasil levantou uma certa polêmica de que esta estaria mal das pernas, trazendo à tona o “fracasso” do Wii U e uma possível crise na empresa. Todos esses rumores me instigaram a tirar esta história a limpo. Sendo assim, decidi ir atrás de dados e fazer uma análise das vendas de consoles de mesa e portáteis desde 2005.

Vendas ano a ano de consoles de videogame da geração passada.

Vendas ano a ano de consoles de videogame da geração passada.

photo_2015-02-05_16-51-54

Comércio anual de aparelhos portáteis de videogame.

2005
Reta final da sexta geração de consoles de mesa (PlayStation 2, Xbox, GameCube), em que a sétima começava a engatinhar com o lançamento do Xbox 360 no dia 22 de Novembro. O período do Natal foi o principal alvo da Microsoft com esse lançamento antecipado em relação a seus concorrentes, conseguindo uma razoável vantagem com cerca de 1 milhão de aparelhos vendidos. Mas 2005 foi mesmo o ano dos portáteis com o lançamento do PSP e do Nintendo DS, que saíram tecnicamente empatados com cerca de 10 milhões de unidades comercializadas para cada lado. Os jogos mais consumidos neste ano foram, consequentemente, para estas plataformas, com o Top 10 repleto de títulos da Nintendo como Nintendogs, Mario Kart DS, Super Mario 64 DS e apenas GTA: Liberty City Stories para o PSP.

2006
Agora, a sétima geração estava completa com o lançamento do Nintendo Wii e do PlayStation 3. O console da Sony fechou o ano com números iguais aos do que o Xbox 360 obteve apenas em dois meses do ano anterior. O Wii ofertou aproximadamente 3 milhões de unidades, e o Xbox 360 cerca de 6,5 milhões. O PSP manteve seu ritmo de consumo, enquanto o Nintendo DS praticamente dobrou a quantidade de aparelhos comercializados. O reflexo disso pode ser visto no varejo dos jogos, em que os títulos de Nintendo DS são maioria entre os mais negociados do ano.

2007
Wii Sports é lançado no final de 2006 e é, disparado, o game mais comprado de 2007 – considerando ainda que o game vinha junto do console da Nintendo. Na minha opinião, esse foi o start para uma mudança no ritmo do comércio de consoles. O PS3 alcançou o nível de vendas do Xbox 360 que, por sua vez, o manteve constante. Já a Nintendo passou de 3 para 16 milhões de Wii’s consumidos por ano. Além de Wii Sports, a Nintendo colocou também neste ano dois games da franquia Mario nas prateleiras: Super Mario Galaxy e Mario Party 8. No lado verde da força, a Microsoft lançou Halo 3. Fazendo um comparativo da influência de jogos/franquias na oferta dos consoles, nota-se que Halo não causou nenhum aumento significativo na saída de consoles da Microsoft, coisa que Wii Sports, acompanhado de dois títulos do encanador de bigode, conquistou, mudando o papel da Nintendo no cenário da época. Os portáteis continuam em ascendência: mais inclinada para a Nintendo do que para a Sony.

2008
Jogos mais negociados do ano, em ordem decrescente: Wii Sports, Mario Kart Wii, Wii Fit, Wii Play, Super Smash Bros. Brawl. Preciso dizer mais? Wii, 24 milhões de unidades. PS3 e Xbox 360, 10 milhões de unidades cada. O Wii atinge seu ápice de unidades comercializadas junto com a crista na curva dos portáteis, momento que inicia o declínio dos três.

2009
Mesmo com o começo da descida nos números do Wii, seus games continuam no topo dos mais comercializados e o console saindo bem mais do que a concorrência. É neste ano também que o PS3 começa tomar a dianteira em relação ao Xbox 360.

2010
O topo segue com títulos de Nintendo Wii, porém os exclusivos e multiplataformas de PS3 e Xbox 360 começam a ganhar números mais significativos. O Wii, mesmo em queda, continua acima na disputa, enquanto PS3 e Xbox 360 crescem lentamente. Parte desse crescimento deve-se ao lançamento do Kinect e do PS Move.

2011
Em 2011, o mercado começa a mudar: Xbox 360 e PS3 atingem seu pico, ultrapassando as vendas anuais do Wii. O ranking de games mais ofertados fica uniformemente ocupado por títulos das três plataformas. Além disso, são lançados dois novos portáteis, o PSVita e o Nintendo 3DS. Novamente, a Nintendo debuta na frente com 13 milhões de unidades, em grande contraste com o meio milhão de unidades do PSVita.

photo_2015-02-05_16-48-15

Vendas ano a ano dos consoles de videogame da currentgen.

2012
A diferença no número total de consoles comercializados até aqui foi diminuída, então é razoável esperar que o consumo de games fique mais distribuído, em contraposição a um monopólio da Nintendo. Por incrível que pareça, os novos portáteis já alcançaram a crista de sua curva, no caso da Nintendo, não muito mais acentuada do que seus números do ano anterior. Já a Sony teve um bom crescimento relativo, mas alcançando apenas 3 milhões de unidades compradas. O Wii U chegou ao mercado em novembro, vendendo cerca de 2 milhões de unidades, número bom para um lançamento nos últimos meses do ano. A vasta maioria dos jogos no Top 10 agora são de Xbox 360 e PS3.

2013
Sony e Microsoft colocam no mercado seus novos consoles, ambos obtendo maior sucesso que o Wii U nas mesmas condições de lançamento. PSVita e 3DS mantém seu ritmo. Entre os títulos mais vendidos continuam os jogos dos aparelhos antecessores.

2014
A atividade no varejo de portáteis começa a descer ligeiramente, o PS4 arranca como primeiro colocado desta currentgen e os títulos mais procurados são de PS4 e 3DS, os dois aparelhos da atualidade mais consumidos até o momento.

Total de vendas de cada aparelho contemplado neste estudo.

Total de vendas de cada aparelho contemplado neste estudo.

Conclusões

  • Wii venceu sua geração com 100 milhões de unidades distribuídas;
  • Nintendo DS sagrou-se vencedor com 153 milhões de unidades comercializadas;
  • Apesar desta geração não ter ainda findado, o Nintendo 3DS deve ter maior sucesso comercial que o PSVita;
  • PS4 saiu na frente em vendas em seu período e deve ser o líder de sua época;
  • Franquias exclusivas da Sony e da Microsoft não impactaram tanto o comércio de consoles como fizeram certos jogos da Nintendo;
  • Percebe-se que os números entre Sony e Microsoft nos consoles de mesa são muito parelhos, com poucas discrepâncias, enquanto a Nintendo tem uma realidade à parte apostando em hardware e controles diferentes;
  • O caso do Wii U é preocupante, tendo em vista sua baixa inclinação, praticamente estagnado logo nos primeiros anos de vida.

Se a Nintendo está mal das pernas, só quem está lá dentro pode saber, mas o motivo jamais seria o problema com as vendas da última geração. Acredito que o Wii U será mais procurado após o lançamento de suas franquias tradicionais, mas não repetirá o êxito de seu antecessor. Creio também que o PS4 será o console mais consumido da atualidade, seguido do Xbox One e Wii U, respectivamente.

Os números consultados para a elaboração desta pesquisa foram retirados do VGChartz.

*Pietro Cariola dedica-se à música eletrônica, seu projeto pode ser escutado aqui.

Brasileiro de estatura mediana, gosto muito de fulana mas sicrana é quem me quer. Compositor, guitarrista e pesquisador de trilha musical de videogames, meti-me a falar de jogos e pretendo continuar nesta toada por um tempo.