Trailer de lançamento e primeiras impressões de Ori and the Blind Forest

Notícias PC Prévias Xbox One

O mais novo game indie de plataforma da Microsoft, Ori and the Blind Forest, está chegando para os donos de Xbox One e PC. Se você ainda não está interessado nele ou se faz parte do time de pessoas que não aguenta mais esperar (assim como eu), confira o novo trailer disponibilizado durante a PAX East 2015:

O vídeo mostra os personagens principais e um pouco da jogabilidade, inclusive da variedade de estágios, com seus temas diversificados, além de uma mistura de plataforma e exploração. Ori and the Blind Forest tem em média de oito a dez horas de duraçãoporém se você quiser terminar o jogo totalmente, será necessário retornar a outras partes já exploradas.

Ele ainda conta com outros elementos ao melhor estilo Metroidvania (estilo e jogos de plataforma 2D, com ênfase na exploração, como Super Metroid e Castlevania), como a necessidade de evoluir sua árvore de habilidades, para assim derrotar inimigos. Esta árvore, por sua vez, conta com três ramos distintos, permitindo que você customize seu personagem de acordo com suas preferências e necessidades, desde que você encontre a energia apropriada para cada habilidade, ou adquirindo experiência ao enfrentar inimigos. As ambientações ainda incluem quebra-cabeças interessantes, que precisarão ser resolvidos sem o uso das habilidades de Ori.

Ori_and_the_blind_forest_prologue

Diversos elementos lembram seres que você espera encontrar em uma floresta mágica, como a fluidez do próprio Ori, que tem a movimentação esperada de uma criatura-espírito. E não podemos esquecer a misteriosa figura do vilão-coruja, que passa uma mistura de sabedoria e maldade, criando um clima de suspense ao redor da trama e do nosso protagonista.

Ori and the Blind Forest é realmente um belo jogo, com os mais diversos detalhes do início ao fim e animações 2D de tirar o fôlego. O game será lançado na próxima quarta (11) para Xbox One e PC, com preço previsto para US$19.99 nos Estados Unidos.

Games Editor, geek multi-classe e fã de esportes que acredita que bom mesmo é jogar games, pouco importa a plataforma.