Deus Ex: Mankind Divided terá sistema de finais diferente de Human Revolution

Notícias PC Playstation 4 Xbox One

Apesar da crítica especializada ter sido, em geral, favorável a Deus Ex: Human Revolution, um de seus pontos rechaçados frequentemente foi seu sistema de finais. Sem aprofundar-me para evitar spoilers, o título termina com um sistema de múltipla escolha que em nada reflete o que o gameplay constrói ao longo do jogo.

Em entrevista ao Gamesradar, Mary DeMarle, roteirista de Human Revolution e diretora de narrativa do novo título da série, Mankind Divided, deixou claro que o futuro de Adam Jensen não será trilhado como no último game. Ela explica:

Em Human Revolution, fizemos com que tudo se resolvesse naquele momento em que há um apertar de botão no fim do jogo, e isso ativava um de seus diferentes finais. Mas neste jogo (Mankind Divided) nós estamos olhando da seguinte maneira: ok, nós iremos te dar diferentes ações e você irá trilhar diferentes caminhos, mas como isso acontecerá?

Quando você abraça todas estas escolhas multifacetadas, ramificadas, etc, tudo fica difícil. E ainda mais que você tem que considerar o tipo de satisfação que a personagem quer, tudo fica muito desafiador. E eu realmente não posso te dar a fórmula para fazê-lo, tudo se torna constante iteração, jogar constantemente, e sentir constantemente pela personagem e pela experiência do jogador.

Deus Ex: Mankind Divided chega para PC, Xbox One e PS4 no dia 23 de fevereiro de 2016.

Brasileiro de estatura mediana, gosto muito de fulana mas sicrana é quem me quer. Compositor, guitarrista e pesquisador de trilha musical de videogames, meti-me a falar de jogos e pretendo continuar nesta toada por um tempo.