O público feminino continua a crescer no mercado brasileiro de games

Artigos Notícias

O número de mulheres, que declaram jogar algum tipo de jogo eletrônico na Pesquisa Game Brasil 2017, foi superior ao número de homens no ano passado, quando elas representavam 52,6% da amostra. A pesquisa mais recente, publicada na última terça-feira (4) confirma essa liderança e revela que houve uma evolução. Atualmente, 53,6% do público gamer no Brasil são mulheres.

As categorias jogos que elas costuma jogar são Estratégia (48,9%), Aventura (38,9%), Cartas (36,1%), MatchThree (35,4%) e Trívia (33,5%). As categorias Estratégia e Aventura também são as duas favoritas da média geral com 50,9% e 45,0% respectivamente. Para ilustrar o que seriam os jogos MatchThree, podemos citar como exemplos Bejeweled e a famosa franquia da King (Activision Blizzard), Candy Crush.

Quando perguntadas sobre as características que mais as agradam em um jogo, foram destacadas cinco: Diversas fases,  definição de estratégia, que seja “leve”, grandes desafios e que seja bonito. A plataforma favorita das mulheres é o mobile com 59% e os dois locais onde mais jogam são em casa e no trânsito (ambos com 64%). Um outro dado interessante mostra que 31,3% do público feminino joga videogame entre 1 e 3 horas por semana, assim como 43,9% do público masculino.

Informações como essas, além de trazerem insights às empresas que buscam entender seu mercado, são uma forma de nos mostrar a realidade de nossa sociedade e como ela mudou.

Fonte: Pesquisa Game Brasil

Aparentemente fragmentado, geralmente atarefado mas certamente engajado, este profissional do ramo bancário da seus pulos duplos no mundo dos games por ser fascinado pela forma como esta "arte" influencia os indivíduos.