#Maythe4th | Velha Roupa Colorida

Artigos PC

As grandes portas duplas se destrancam, mas ele continua aturdido pelo que acabara de presenciar. Esgueira-se, miúdo como é, para fora de sua poltrona. O gorduroso aroma da manteiga cede espaço ao ar gélido das ruas que o esbofeteia com uma lufada e remove-o de seu transe. Vira os cintilantes olhos para os pais e, enfim, abre o sorriso:

Esse é o melhor filme que eu já vi!

Entra a família no carro, logo obrigada a escutar seu monólogo. Falou das portentosas naves e dos mortais raios laser que disparavam. Descreveu minuciosamente as acrobacias mais impressionantes dos espadachins que, como por música, derrubavam seus inimigos um a um com golpes luminosos.

A lembrança daquele algoz de roupas enegrecidas, todavia, fez de sua alma um facho tremeluzente. Nunca vira coisa igual. Torcia para que a vida real não lhe reservasse encontros com pessoas de tal índole e falta de humanidade. Ledo engano.

Arrastaria o pobre pai ainda mais umas boas quatro vezes ao cinema para repetir a dose daquele veneno inebriante. A cada vez que os olhos sorviam daquela torrente brilhante e os ouvidos eram invadidos pelas trompas wagnerianas, seu peito palpitava de maneiras diferentes. Dentro de si, ora as tropas marchavam com os pés em ritmo impecavelmente uniforme, ora ressoava o mantra introspectivo de dez mil monges, cujo canto escoava por suas narinas. A miríade de emoções causadas por tamanha experiência não deveria caber em seu corpinho diminuto.

Em casa, suas horas de ócio foram carcomidas pela guerra interestelar. Via-se no epicentro dos conflitos que abocanhavam mundos inteiros como um passatempo dantesco. Não havia escapatória: devia tomar parte naquele embate prolongado em demasia. Os sofás, dispostos como em “L”, tornaram-se menires sobre os quais treinava suas evasivas acrobacias. A mesa de centro, uma tocaia para se esconder das numerosas e letais forças do imperador — ignorava o vidro translúcido que o revelava.

No entanto, a maior parte do tempo era destinada ao combate com a espada. Seu sabre era o mais poderoso que o universo já vira, e as cabeças do inimigo amontoavam-se em pilhas de parafusos e sangue. Devia ser um soldado implacável, o destino o escolhera para tal.

Para preservar a (pouca) mobília que restara da casa, seu pai, enfim, encontrou uma solução. Entregou-lhe em mãos a fina caixa de plástico contendo o que passaria a consumir-lhe o tempo. Deu o abraço mais rápido da história dos abraços no genitor e correu ao computador para assumir de vez o papel do sábio cavaleiro que se projetava no monitor. Os professores e desenhos animados educativos que lhe perdoassem: aquilo era muito melhor do que sua imaginação.

Agora, via e, principalmente, interagia com aqueles mundos que tanto o cativaram na sala de cinema. De início, decepcionou-se um pouco com sua proficiência de espadachim, mas treinaria fielmente para servir da melhor maneira aos predicados da Luz. Nos fins de semana, aurora, ocaso e noite estrelada não se distinguiriam se sua vontade fosse feita.

Avançava lentamente na tarefa hercúlea de extinguir o inominável mal da galáxia. No processo, aprendeu lições valorosas, dignas de um espadachim de sua estirpe. Passou a temer tanto a natureza quanto o inimigo e confiava somente em seu mentor, que tanto contribuíra para que se tornasse o bravo cavaleiro que encarava de frente ao espelho — mesmo os mais fortes precisam ir ao banheiro.

Sua aventura durou tempo suficiente para que um novo objetivo lhe fosse confiado. Algum tempo depois, iria dedicar-se à captura e adestramento de criaturas fantásticas que rompiam o ar com raios de eletricidade e caudalosos jatos de fogo. Os tempos de guerreiro, no entanto, custariam a abandonar-lhe a memória.

O filme e o jogo que tanto me cativaram quando criança chamam-se Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma. Felizmente, o passado é uma roupa que não nos serve mais.

Brasileiro de estatura mediana, gosto muito de fulana mas sicrana é quem me quer. Compositor, guitarrista e pesquisador de trilha musical de videogames, meti-me a falar de jogos e pretendo continuar nesta toada por um tempo.