Análise | Holobunnies: Pause Café

Análises PC

Viagens intergalácticas e confrontos com aliens hostis são tarefas árduas e estressantes. E como ninguém é de ferro, uma pausa para um café é sempre bem vinda. Holobunnies: Pause Café é exatamente isso, um momento de “relaxamento” entre jornadas épicas.

Como já falamos, aqui no Pulo Duplo, o game é um spin-off do side-scroller homônimo Holobunnies. O título original foi lançado em 2016, foi patrocinado via kickstarter e foi produzido pela Q-bit. Essa nova versão é bem similar ao original com três variações de gameplay: Legacy Boss Rush, KitKat Adventures e Brawler.

KitKat Adventures

Inicialmente fiquei mais interessado em ver esse modo, que consiste em apertar o botão de pulo para evitar obstáculos e chegar ao final de todos os estágios o mais rápido possível. A aparentemente é fácil, mas existem muitos obstáculos e tudo pode levar à morte. E se você gosta de ser desafiado, então você vai adorar KitKat Adventures. Várias vezes me peguei morrendo e voltando incansavelmente até conseguir completar o estágio. E isso não é algo moroso, é realmente desafiador.

O design das fases é bem elaborado e a mesma pode ter mais de uma saída, trazendo um design não linear ao estágio .

Existem alguns elementos no cenário que vão determinar como seu personagem se movimenta:

  • Setas verdes aumentam sua velocidade.
  • Setas vermelhas reduzem a velocidade.
  • Setas amarelas permitem um Pulo Duplo enquanto você estiver no ar.
  • Setas azuis mudam a direção do personagem (Nesse modo você não pode controlar o sentido do movimento).
  • Bolas laranjas (soul orbs) diminuem 1 segundo do tempo final do estágio.

Na primeira tentativa fiz um péssimo tempo, 63 minutos para completar todos os desafios.

No geral, eu me diverti bastante com esse modo.

Legacy Boss Rush

No Legacy Boss Rush, você enfrenta quatro chefes utilizando um Bunnies específico para cada um. Durante esse modo eu tive muita dificuldade, pois não estava familiarizado em jogar no PC, e admito que só consegui finalizá-lo quando pluguei um joystick. Por sinal, a experiência é infinitamente melhor no controle que no teclado. Como não tive contato com o primeiro título, não entendia o funcionamento das habilidades únicas de cada personagem, mas nada que umas 5 ou 6 mortes seguidas não resolvessem.

O Boss Rush é bem divertido e um pouco viciante – se você for competitivo -, pois para cada modo existe um ranking global em que você pode competir com outros jogadores pelo menor tempo – não me perguntem minha posição, foi lastimável.

Como me senti depois das partidas: extremamente satisfeito.

Brawler

O bom e velho player vs player esse modo era o que eu esperava mais. Arenas 2D tendem a ser viciantes e extremamente divertidas. Aqui a jogabilidade é a mesma de outros títulos: um mapa com as bordas interconectadas criando um loop no cenário – parecido com Pacman – onde você tem que derrotar seu inimigo. A diferença está no fato do mapa conter inimigos que também podem te atingir, gerando mais um ponto de atenção.

Mas infelizmente minha alegria acabou na tela de seleção do modo. Nas seleção de controles, eu não estava com o controle conectado e simplesmente não tinha como voltar para o menu anterior. Esse problema foi resolvido no patch de abril (V 1.3.0 – Ocean Snore). Tentei novamente com um controle do PS4 conectado e mais uma vez uma decepção, pois o Dual Shock 4 não foi reconhecido no meu macOs como o segundo player, apenas o teclado foi atribuído ao primeiro jogador. Nós do Pulo Duplo, não gostamos de analisar um título sem explorá-lo por completo e por isso abrimos uma reclamação de bug com os desenvolvedores, mas, infelizmente, até o fechamento dessa análise não corrigiram esses problema.

Meu humor depois de tentar esse modo: expectativas destruídas e um buraco no coração.

Deixando de lado essa parte de gameplay, um ponto qual eu tenho que tirar o meu chapéu é a trilha sonora, ela é bem ritmada e combina com a atmosfera. As vezes eu deixava o jogo rolando só pra ficar com a OST no background. Quem quiser conferir o álbum completo, ele pode ser ouvido gratuitamente pelo bandcamp da q-bit.

Holobunnies: Pause Café é um game bastante interessante, que entrega exatamente o que propõe: uma experiência casual e despretensiosa que consegue divertir com desafios não muito complexos e um modo de arena que vai ocupar bastante seu tempo.

Programador, hater e as vezes gamer.