Valve anuncia grandes mudanças na estrutura dos torneios de Dota 2

Um mês antes do maior evento de Dota 2 e após muitas críticas à falta de apoio aos profissionais, a Valve anunciou grandes mudanças na estrutura dos torneios do seu jogo de maior sucesso.

Em uma atualização no blog oficial do jogo, a empresa disse:

Para o próximo ano, vamos adotar uma abordagem mais orgânica para o crescimento do ecossistema competitivo, trabalhando mais de perto com os torneios de terceiros. Em vez do Major system, estaremos selecionando muitos eventos de terceiros para patrocinar diretamente.

Com isso, a Valve deixará de realizar o pequeno número de Majors durante o ano, para patrocinar eventos distribuídos por regiões. Estes eventos serão divididos em Minors e Majors, cada um com um valor de premiação minimo.

image-29863

 

Minors serão eventos que devem oferecer o prêmio mínimo de $150 mil dólares e Majors $500 mil, enquanto isso a Valve fornecerá o mesmo valor respectivo para cada categoria, complementando a premiação. Além disso, todo evento patrocinado pela empresa deverá ter pelo menos um time de cada região (NA, SA, SEA, CN, EU, and CIS), selecionados por meio de um novo processo classificatório.

Em um tweet, Toby Dawson, narrador de Dota 2, comemora e comenta a importância da Valve dar mais valor aos jogadores e dar mais liberdade para a criação de eventos.

Valve ainda acrescenta:

Nós administraremos diretamente o cronograma de Majors e Minors para ajudar a evitar conflitos durante o ano,

No entanto, a grande mudança é novo sistema de pontuação que, ao contrários do modelo de convites, promete um método mais transparente com a classificação formada pela maior pontuação dos times. Os pontos serão ganhos pelos jogadores, conforme o desempenho do time, porém ficarão com o jogador caso este mude de equipe durante a janela de transações. Além disso, Majors concedem mais pontos que Minors e, para evitar o enrijecimento dos times, a pontuação total será contabilizada com base apenas nos três jogadores de maior pontuação, permitindo que equipes contratem novos jogadores com poucos pontos, sem que percam posições na classificação geral.

Embora bem vinda, as mudanças ainda estão presas ao modelo de grandes prêmios, não seguindo o padrão de outros eSports, como League of Legends, que abem mão dos prêmios para oferecer salários que trazem mais estabilidade ao profissional.

Fonte: Dota 2 e Kotaku.

Author: Fernando Cardoso

Designer, jogador e leitor ávido, a lista de coisas diferentes que faço é longa demais, porém minha curiosidade e busca por entender tudo a minha volta é maior ainda. Mas e o futuro? Bem, Game Designer e escritor são meus objetivos, conseguir um desses já é uma conquista desbloqueada.

Share This Post On