MenaRD, o improvável herói da Capcom Cup

Pouco antes da Capcom Cup 2017, o maior e mais aguardado campeonato de Street Fighter V do mundo, começar, praticamente todos já tinham seus favoritos. O americano Victor “Punk” Woodley e a frota de japoneses liderada por monstros como Hajime “Tokido” Taniguchi, Ryota “Kazunoko” Inoue e Daigo “The Beast” Umehara estavam no topo da lista, com algumas considerações para Benjamin “Problem X” Simon, Fujimura “Yukadon” Atsushi, Tatsuya Haitani e Kun Xian Ho. Até o Brasil tinha seus adeptos com Thomas “Brolynho” Proença novamente no páreo e Renato “DidimoKOF” Martins chamando a atenção com seu Dhalsim.

Quase ninguém comentava de Saul Mena. Seu Birdie até era visto como perigoso, mas não havia muita ameaça para os grandes, especialmente vinda de um garoto de 18 anos em sua primeira passagem pelo torneio. Até a segunda rodada.

Mena – ou Mena RD – começou sua trajetória contra Xian, que teve um 2017 muito bom. O título do Final Round 20 pesava a favor do jogador de Cingapura, mas nomes ou títulos dificilmente bastam em um cenário competitivo como o de Street Fighter. Mena vence o primeiro favorito com um apertado 3-2, resultado que vai se repetir mais vezes do que nossos nervos gostariam. A seguir, foi a vez de Kazunoko  (vencedor do torneio em 2015) conhecer o absurdo tempo de reação do dominicano e também sofrer uma derrota: 3-1 para Mena. Ali, seu Birdie começava realmente a chamar a atenção. Como ele reagiria contra o lendário Daigo, especialmente depois de bater por 3-0 o Urien de Naoki “Nemo” Nemoto (o cara que tirou Infiltration do torneio e Punk logo na primeira rodada)? Simples, com outro 3-2.

Do outro lado, Tokido fazia sua parte. Venceu por 3-1 todos os quatro primeiros adversários até chegar na final da chave dos vencedores, justamente contra Mena. O duelo foi difícil e incrível de se ver, mas o vencedor da Evo 2017 avançou para a grande final com um 3-2 a seu favor. Triste e incrédulo, Mena teria que ir para a final dos perdedores e vencer por mais duas vezes Tokido para levantar a taça – uma tarefa complicadíssima. Viram ali o fim do garoto, especialmente com um concentrado Nemo como próximo adversário. Nessas horas, ele deve ter lembrado de Rocky Balboa quando disse: “não importa o quanto você bate, mas sim o quanto aguenta apanhar e continuar. O quanto pode suportar e seguir em frente”. Mena não esperava aquela derrota, depois de uma batalha tão acirrada. A decepção estava em seu olhar. Mas ele não recuou.

Mena RD x Tokido (Foto: Capcom Pro Tour)

Mesmo contra as apostas, Mena levantou a cabeça e seguiu em frente. Encarou Nemo – que quase caiu para o DidimoKOF, o brasuca carrasco do favorito Kazunoko – e deu-lhe um sonoro 3-0, acabando com uma esperada final japonesa na Capcom Cup. Voltou para as finais para sua revanche contra Tokido e fez bonito. Com a torcida empolgada e impressionada com seu domínio com Birdie, o garoto fez jogadas maravilhosas e frequentemente pegava seu adversário de surpresa. Após mais uma partida de fazer o coração pular para a garganta, Mena vence a primeira série por 3-2 e desconta o resultado que o fez ir pra chave dos perdedores. No entanto, havia o último e derradeiro confronto.

Quando Tokido levou o primeiro ponto, já haviam poucos torcedores vibrando por ele. O apoio concentrava-se completamente no jovem dominicano que nunca havia estado em um palco daquele tamanho. A partir daí, os combos do Akuma do japonês pareciam menos efetivos, enquanto as cabeçadas de Birdie encaixavam com certa facilidade, anulando por várias vezes as iniciativas rivais.

Os dois lados estavam visivelmente nervosos – Tokido pela chance real de perder e Mena pela chance real de bater mais um favorito e levantar a improvável taça (e 250 mil doláres) para seu país -, mas o resultado estava lá. Após três vitórias seguidas, Saul Mena decretava o resultado final de 3-1 e levantava de sua cadeira sem acreditar no que estava acontecendo. Via-se apenas cercado dos seus companheiros de time, abraçando-o e comemorando aquele momento épico.

Com sua taça, Mena RD se emociona e chora (Foto: Capcom Pro Tour)

A improvável vitória ficará na memória de muita gente. Novos jogadores surgirão com a ideia de que todos podem, sim, chegar ao topo. Na era dos campeonatos de “joguinhos”, não é necessário ter o físico perfeito ou uma mente brilhante. Basta confiar em si mesmo, avançar um passo de cada vez e amar aquilo que vive. Definitivamente, Saul Mena amou cada segundo. E nós agradecemos a ele por isso.

Parabéns, Mena RD, meu improvável herói da Capcom Cup.

Resultado Final

1 – MenaRD (Birdie)
2 – Tokido (Akuma)
3 – Nemo (Urien)
4 – Moke (Rashid)
5 – Yukadon (Ibuki)
5 – Itabashi Zangief (Zangief)
7 – Daigo (Guile)
7 – Problem X (M. Bison / Birdie)
13 – DidimoKOF (Dhalsim)
25 – Brolynho (Necalli / Abigail)

Author: Marco King

Um simples desenvolvedor com textura realista que quer desligar a PhysX e sonha a 120 frames por segundo. Pena que a memória é baixa.

Share This Post On
%d blogueiros gostam disto: