Análise | Scribblenauts Showdown

Certas coisas no mundo os games nunca mudam por inteiro. Os jogos de Mario sempre terão os elementos clássicos de destruir blocos, coletar moedas e pular nas cabeças dos inimigos. O mesmo podemos dizer de franquias como Sonic, Zelda, Bomberman… Os elementos básicos que marcaram os jogos sempre estarão lá. O mesmo podemos dizer de Scribblenauts, que inova com o novo Showdown, mas continua com os elementos clássicos da série que em breve completa dez anos.

Max e Lilly, protagonistas clássicos da série, retornam neste game que poderíamos dizer que é o Mario Party da franquia Scribblenauts. O título continua com os famosos blocos de notas mágicos, onde o jogador poderá criar qualquer coisa escrevendo em suas páginas o nome do objeto que deseja. De posse de tal habilidade, Max e Lilly devem resolver centenas de puzzles e recuperar as startites, fontes de poder que podem ser usadas para desbloquear novos cenários e habilidades. Diferente dos outros títulos da série, Showdown busca ser um jogo rápido e divertido para todas as idades. Para tanto, existem apenas 3 modos de jogo: Versus, Embate e Caixa de Areia.

O modo Versus possui uma série de minigames contra um adversário, seja a CPU ou outro jogador com um segundo controle. Ele é dividido em dois tipos: 1 – Os jogos de palavras, onde a rapidez em escrever a palavra certa no bloco de notas mágico é fundamental; 2 – Os jogos de velocidade, algo inédito na série, que corresponde a disputas de velocidade e apartar de botões, sem qualquer necessidade de se escrever palavras.

Ritmo e precisão são essenciais em alguns minigames de velocidade.

O segundo modo é o Embate. Nele, até quatro jogadores podem disputar o prêmio de campeão em um tabuleiro no melhor estilo “Jogo da Vida”. No lugar de dados, os participantes usam cartas para se locomover pelos espaços, onde cada uma possui habilidades especiais que proporcionam disputas, roubo de outras cartas e até mesmo troca de lugares entre os participantes. Esse modo é um verdadeiro destruidor de amizades. Ao chamar mais três amigos para jogar, um deles chegou à cuspir na televisão ao berrar de raiva quando trocou do primeiro para o último lugar do tabuleiro com uma carta surpresa. Aquele que jogou a carta (eu) teve um prazer mórbido com isso 😊.

Prepare-se para destruir amizades no modo Embate.

E por último temos a Caixa de Areia. Aqueles que jogaram os Scribblenauts anteriores vão identificar de cara que ele é o famoso modo “Campanha”. São oito cenários, onde existem uma série de tarefas para realizar com o bloco mágico. Tudo igual e característico da série, com seu personagem interagindo os elementos do cenário para cumprir os objetivos designados.

De longe, o modo versus é o mais divertido de todos. Os pequenos desafios dos minigames são excelentes para se jogar contra um amigo. Infelizmente, essa emoção da disputa só pode ser apreciada de forma offline, pois o jogo não possui jogatina online.  O modo Embate diverte, mas chega ser monótono devido as constantes reviravoltas. As partidas aqui são divididas em curtas, médias e longas. A sugestão é que sempre se escolha o modo curto, pois mesmo com uma quantidade limitada de espaços e turnos no tabuleiro, a partida pode se estender por até uma hora. Confira abaixo o vídeo do site GameSpot com a demonstração dos principais minigames do jogo.

O modo Caixa de Areia também é divertido, mas infelizmente não é bom para aqueles que jogaram os games anteriores da série. Por exemplo, um dos cenários possui a tarefa de transformar um sapo em príncipe. Basta escrever o nome “Princesa” no bloco mágico e pronto, lá está a conclusão da tarefa. Essa atividade estava presente em outros jogos da franquia e todos os oito cenários de Showdown possuem desafios simples e repetitivos.  Em outro ambiente da Caixa de Areia, é preciso encontrar um sapo para a princesa beijar. Repetitivo sem necessidade. Uma inovação nesse modo seria muito bem-vinda, principalmente depois de jogos criativos da série como Scribblenauts Unlimited e DC Heroes Scribblenauts, que possuem centenas de puzzles complexos e bem elaborados.

Scribblenauts Showdown é um ótimo jogo para partidas offline com os amigos. Os minigames são dinâmicos e as disputas podem ser bastante divertidas, principalmente quando jogadas com quatro jogadores. Espero que este título seja o pontapé inicial para a retomada da franquia. E rezo que a WB Games resolva lançar um DC Heroes Scribblenauts 2 tão logo seja possível. Não custa sonhar, né?

*Este review foi feito com uma cópia digital para Xbox One cedida pela WB Games Brasil.

Author: otaviorx

Apaixonado por tudo que vem do Japão, em especial os jogos. Trabalha com política, mas sonha em salvar o mundo com o poder da amizade. Um eterno sonhador que espera encontrar a Waifu perfeita ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Share This Post On