Classcraft: RPG medieval na sala de aula

Não é de hoje que a ideia de conciliar videogames e estudos surge em pauta. Diversas escolas já utilizam jogos eletrônicos para ensinar raciocínio rápido, lógica, ética, entre outros. Mais recentemente, em abril, o governo americano iniciou uma discussão sobre se devem ou não investir em videogames para apoiar os estudantes em seu aprendizado.

Um dos inúmeros projetos voltados para a questão tem se destacado e conquistado muitos alunos e professores por todo o mundo, o Classcraft.

Classcraft transforma as aulas em um RPG medieval, com diferentes classes e distribuição de XP como resultado do desempenho do estudante. Você recebe as recompensas por participação e empenho, como entregar trabalhos e tarefas no prazo ou não chegar atrasado, por exemplo. A cada falha ou baixo desempenho o aluno perderá pontos podendo até morrer, tendo todas as suas conquistas retiradas.

A classe escolhida definirá as recompensas recebidas, baseadas nas habilidades desenvolvidas por cada participante: Guerreiros poderão comer em sala de aula utilizando a habilidade “Caça”, Magos utilizam “Distorção Temporal” para ganhar uns minutinhos a mais durante as provas e Curandeiros podem, por exemplo, utilizam Fé Ardente” para descobrir do professor se uma de suas respostas na prova está correta ou não. Além disso os alunos trabalham em times, podendo combinar as habilidades de cada classe, apoiando o crescimento de seus colegas.

classcraft classes

O progresso das turmas é gerido por um aplicativo web que fica aos cuidados de cada professor. Desenvolvido pelo professor de física norte-americano Shawn Young, o jogo já conta com mais de sete mil alunos em 25 países. Atualmente ele é gratuito, mas há planos de criar uma loja online para venda de, por exemplo, novas skins para cada classe.

Na minha opinião, se os estudos puderem ser divertidos, a experiência do aluno será mais prazerosa e, consequentemente, ele terá mais motivação para estudar, considerando que sua última sensação com a atividade foi positiva (hard fun).

Quer saber mais sobre o projeto e testá-lo em sala de aula? Então acesse o site oficial clicando aqui.

Author: VelhoTulkas

Marketing na cabeça, game no coração. Não importa o dia, a hora e muito menos a plataforma, o que importa é o prazer de jogar.

Share This Post On