E3 2017 | Números da convenção são divulgados

A E3 2017 chegou ao seu fim ontem (15) e, segundo os organizadores do evento, o balanço final foi positivo.

De acordo com a ESA, empresa que administra a convenção, 68.400 pessoas foram ao Los Angeles Convention Center para ficar mais perto das novidades do mercado de jogos digitais. Desse total, 15 mil faziam parte do público geral — que teve acesso à E3 pela primeira vez neste ano.

Segundo o Game Informer, o comentário geral dos presentes é que a E3 ainda precisa aprender a lidar com públicos maiores, visto que a sensação geral era de desconforto no local.

Outros números interessantes e que foram divulgados referem-se ao buzz — menções nas redes sociais — causado pela convenção. Segundo os analistas do grupo Synthesio, a Microsoft e a Nintendo foram as empresas mais comentadas durante o período de conferências. O top 5 das companhias que geraram maior furor é o seguinte:

  • Microsoft (25,33% de todas as menções nas redes sociais)
  • Nintendo (24,11%)
  • EA (20,20%)
  • Activision (10,83%)
  • Ubisoft (7,31%)

Alguns fatos acerca desse levantamento chamam a atenção. Segundo o Synthesio, 71,42% das citações à Microsoft foram relacionadas ao seu novo console, o Xbox One X. Quase a totalidade das menções à Ubisoft referiram-se ao novo Assassin’s Creed (89,10%). Outras empresas tiveram números mais equânimes em relação aos assuntos de suas apresentações.

Alguns pontos, no entanto, podem ser questionados acerca da pesquisa referenciada acima. A maior parte das alusões nas redes sociais sobre a Activision eram ligadas a Call of Duty: WWII, que foi apresentado durante a conferência da Sony. Ora, se a ideia é estabelecer uma conexão entre o jogo e seu respectivo estúdio, então as menções a games como Sea of Thieves Rocket League, por exemplo, deveriam ser contabilizadas como citações à Rare e à Psyonix, respectivamente. O jeito é aguardar por outra análise para que possamos comparar os métodos.

Fonte: Game Informer

Author: Luiz Roveran

Brasileiro de estatura mediana, gosto muito de fulana mas sicrana é quem me quer. Compositor, guitarrista e pesquisador de trilha musical de videogames, meti-me a falar de jogos e pretendo continuar nesta toada por um tempo.

Share This Post On