Um Natal sem PSN e Xbox Live

Infelizmente, para quem queria assistir a um filme ou série pela PSN ou Xbox Live, ou simplesmente participar de uma jogatina online, ambos os serviços ficaram indisponíveis durante o Natal.

A Xbox Live, até o fechamento dessa matéria, está com seu acesso limitado, em especial na América do Norte e Europa: poucas pessoas estão conseguindo fazer login no serviço, assim como entrar em alguns aplicativos, como o Maxim e a IGN, embora boa parte dos outros esteja ok.

Xbox Live fora
image-2454

Xbox Live com status limitado no Natal

O caso da PlayStation Network é ainda pior: seu status está como offline, o que significa zero acesso ao sistema online, bem como aos seus apps. Em nota na página de suporte, a Sony fala que “nós estamos cientes de que alguns usuários estão tendo dificuldades para fazer login na PSN. Atualizaremos esta página com quaisquer mudanças que surjam a respeito desse problema. Obrigado pela paciência”. Do mesmo modo, a empresa deixou um aviso na conta do @PlayStation no Twitter (abaixo).

O grupo Lizard Squad, que já havia declarado que derrubaria os servidores de ambas as redes (até se auto-entitularam “o Grinch da nova geração”), assumiu, também pelo Twitter, o feito. Do outro lado, outra “agremiação” hacker, chamada The Finest, havia dito que iria impedir os ataques aos serviços, mas virou alvo de chacota na própria conta dos Lizard ao falhar na promessa.

E, no meio dessa guerra cibernética, os donos dos consoles da Sony e da Microsoft são prejudicados. A Nintendo está salva (por enquanto).

ATUALIZAÇÃO – Algumas pessoas já conseguem acessar os serviços em seus Xbox 360 e PS3, mas o mesmo ainda não se pode dizer dos donos de um X1 ou PS4, que ainda apresentam os problemas citados anteriormente. Contudo, o Lizard Squad, via perfil do Twitter, alega que encerrou seus ataques às redes (abaixo).

dotcomsavestheday
image-2455

DotCom salva o Natal

O mais estranho disso foi a alegação de que os ataques cessaram por causa de Kim Dotcom, conhecido por fundar o site de compartilhamento de arquivos MegaUpload (e ser processado por isso). O empresário escreveu um tweet em que oferecia 300 vouchers premium em sua nova página, Mega, para que o Lizard Squad parasse de criar os problemas nas redes. Espantosamente, a oferta foi aceita. O próprio DotCom mostrou uma conversa sua com os Lizards, em que negociavam um acordo em que eles teriam acesso a um espaço de 500GB no Mega de forma anual, mas que se tornaria vitalício enquanto a Live e a PSN fossem deixadas em paz (a imagem ao lado é a última parte da conversa, em que o “negócio” é concretizado).

E você pensou que já tinha visto de tudo, hein?

Author: Marco King

Um simples desenvolvedor com textura realista que quer desligar a PhysX e sonha a 120 frames por segundo. Pena que a memória é baixa.

Share This Post On