Análise | Afterparty – As noites baladeiras no inferno

Análises PC PS4 Xbox One
7.5

Bom

Milo e Lola, dois grandes amigos de longa data, estão prestes a se formar quando descobrem que morreram. Eles se veem no inferno, sem saber exatamente o motivo, aguardando em uma fila para que possam ser designados à tortura correta.

O inferno em Afterparty com certeza é muito diferente do que estamos acostumados, com fogo, danação e tortura. Torturar humanos não é algo que os demônios fazem com prazer. Em Afterparty esse trabalho é meramente isso: um emprego. E eles, como grande parte dos trabalhadores, não veem a hora do fim do expediente, quando podem relaxar. Para a sorte de Milo e Lola, o expediente termina antes da condenação eterna de ambos e eles tem uma noite livre para passear pelas ilhas do inferno.

Afterparty

Uma forma de escapar

Em meio a bares, com demônios e humanos bebendo juntos, esquecendo o dia que passou, o casal de amigos descobre um desafio imposto por Satã. Caso eles vençam uma série de jogos, eles ganham passagem de volta para casa.

Afterparty satan

Eles então se dirigem a casa do monarca do inferno e se deparam com uma fila enorme na porta, de anos de espera, para que finalmente estejam autorizados a festejar com Satã. As missões em Afterparty começam aqui, para descobrir uma maneira de encontrar o diabo em pessoa, e depois, de encontrar os monarcas – outros anjos caídos – para obter o selo de aprovação dos mesmos.

Para isso eles devem fazer parte de alguns jogos, como um desafio de dança, empilhar copos e tentar acertar o máximo de vezes uma pequena bola dentro deles. Os desafios são divertidos, mas não são foco de Afterparty, até porque eles são muito fáceis e vencer os demônios não é um problema.

Afterparty jogos

Foco na história, mas sem tradução

O foco aqui é em contar uma história. Não só de Milo ou Lola, mas do próprio Satã e sua relação com seus irmãos e o inferno. Porém, infelizmente, o jogo não possui legendas em português, o que pode ser limitador.

Consigo me virar com o inglês na maioria do tempo, mas o game possui muitas gírias e decisões fazem parte do gameplay. Frequentemente você tem de escolher qual opção de diálogo irá escolher e com isso, precisa ler e interpretar rapidamente, pois há um tempo limitado para responder as questões e tomar uma decisão. Certa vez, não escolhi nenhuma delas, pois não consegui ler e interpretar o que diziam a tempo.

Beber pode ser a solução

Com o diálogo sendo tão importante em Afterparty, muitas vezes você precisa de um empurrãozinho para ter a resposta certa na ponta da língua. Para isso, existem as bebidas, não é mesmo?

Afterparty bebidas

As bebidas em Afterparty abrem uma nova possibilidade de diálogo e cada uma dá um atributo diferente. Há a bebida para ser corajoso, apaixonado, rude, etc. Porém, muitas vezes não ficava claro para que cada uma delas servia, ou pelo menos é algo que não consegui identificar.

Conclusão

Afterparty é um jogo divertido, com personagens divertidos e uma história com seus momentos engraçados e reflexivos. Gostaria, porém, de ter entendido todas as piadas e pormenores do game. Se você não é familiarizado com o inglês, infelizmente não posso recomendar Afterparty, pois será uma experiência confusa e frustrante.

Caso você tenha feito aquele cursinho de inglês, vale a pena adentrar no inferno e escolher uma bebida.

Positivo

  • História divertida
  • Personagens envolventes
  • Sistema de bebidas é divertido e interessante

Negativo

  • Não possui legendas em português
  • As vantagens de cada bebida poderiam ser mais explícitas

Resumo

Afterparty te leva ao inferno para beber contra Satã. É um jogo com uma história divertida, porém parte dela se perde para aqueles que não possuem um inglês avançado, já que o game não possui legendas em português.
7.5

Bom

Amante de livros, séries, mangás e claro, amante de jogos, principalmente aqueles com uma ótima e profunda história. Estuda pedagogia porque precisa trabalhar para comprar os games no lançamento.