fbpx

Análise | Greak: Memories of Azur – A jornada dos irmãos Courine

Análises PC PS4 PS5 Switch Xbox One Xbox Series
8

Ótimo

Greak: Memories of Azur é um game que já chama bastante a atenção por causa do seu visual. Com detalhes feitos à mão, o jogo traz personagens e cenários deslumbrantes em Azur, terra natal de três irmãos em uma jornada para escapar dos Urlags, que são criaturas invasoras, além da corrupção que toma forma de monstros pelo local.

Os três se veem separados de início e começamos o jogo com Greak, o irmão caçula. Ele possui uma espada e um ataque rápido e uma besta como arma auxiliar. A vantagem de Greak é caber em espaços pequenos e é o único dos três que consegue adentrar em túneis. 

Irmãos únicos

Os irmãos são bem diferentes entre si, com vantagens e desvantagens no combate. Não demora muito para que você encontre Adara, a irmã que estuda com os oráculos e pode lançar magias. Ela pode flutuar durante um tempo no ar, tornando mais fácil alcançar locais espaçados. Além disso, é uma exímia nadadora e pode ficar bastante tempo debaixo d’água.

O combate de cada irmão em Greak: Memories of Azur é único e traz vantagens e desvantagens
image-277520
Greak é rápido e uma das melhores opções no combate

Com isso, falta o irmão mais velho, Raydel. Ele é o mais forte dos três, com ataques poderosos e pode defender investidas com a ajuda do seu escudo. A desvantagem é que ele não pode nadar, então ele deve usar um gancho para evitar a água e alcançar níveis mais altos.

A terra de Greak: Memories of Azur

Por mais que a terra de Azur esteja sendo atacada e dominada pela corrupção, ela ainda possui cenários muito bonitos e em várias ocasiões é impossível não tirar pelo menos uma foto do local. 

Com certeza um ponto forte do game é o visual, assim como a animação dos personagens, tanto no combate ou só correndo pelos locais. Além disso, algumas cenas animadas também estão presentes.

O mapa em Greak: Memories of Azur é fácil de ser conferido e possui viagem rápida
image-277521
O mapa de Azur é fácil de ser conferido e possui viagem rápida

O ponto de encontro do game é um acampamento montado pelos Exploradores. Lá você pode comprar recursos e obter missões, tanto saber o próximo passo da missão principal quanto algumas secundárias, como eliminar quantidades certas de monstros específicos. 

Cozinhar e explorar é bem vindo em Greak: Memories of Azur

Nos locais de Azur, você encontra alguns ingredientes que podem ser cozidos para uma deliciosa refeição. Só os ingredientes já podem curar os danos causados pelos monstros, mas quando são preparados juntos, mais pontos de vida são recuperados.

Junte seus ingredientes encontrados em Azur para cozinhar!
image-277522
Junte seus ingredientes para cozinhar!

Ingredientes não são os únicos itens encontrados pelos locais. O jogador que gosta de explorar irá se deparar com algumas relíquias que concedem habilidades especiais muito úteis. Uma delas, por exemplo, permite que Adara respire debaixo d’água infinitamente.

Juntos somos mais fortes, ou não

Os irmãos Courine, povo mágico de Azur, possuem uma conexão muito forte e isso é refletido na gameplay. Muitas vezes será necessário separá-los para a resolução de puzzles, então cada direcional no controle, por exemplo, pode selecionar um dos irmãos. 

Dentro de um raio é possível chamá-los para se unirem e quando juntos, é possível pressionar um botão para fazê-los se moverem e atacarem em conjunto. Porém isso se torna muito complicado em algumas situações. Pular obstáculos, por exemplo, onde cair pode ser danoso, é muito difícil com os três, pois dois deles possuem Pulo Duplo enquanto Adara pode flutuar, então sincronizar o pulo é um tanto trabalhoso. 

Muitos cenários de Greak: Memories of Azur são deslumbrantes
image-277523
Muitos cenários do game são deslumbrantes

O mesmo vale para as batalhas contra chefes. Quando um irmão perde seu HP, é game-over e para curá-los é necessário mudar para o irmão que está machucado, usar o item e ainda esperar o delay da cura. 

Sendo assim, ao me deparar com um boss, escolhia um dos irmãos para seguir em frente e os outros ficavam em um canto, protegidos, mas completamente inúteis na batalha. Isso tornava toda a questão de interação com os irmãos um fator em segundo plano, o que deveria ser uma das maiores características do game.

Conclusão

Greak: Memories of Azur traz um belo visual somado com animações bem feitas e fluídas. A gameplay, porém, poderia ser tão fluida como as animações, permitindo utilizar todos os irmãos juntos de forma mais fácil, ou pelo menos que ajudassem automaticamente na batalha quando um deles estivesse em combate. 

Greak: Memories of Azur pode ser finalizado por volta de 6 ou 7 horas e está disponível para PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series, Nintendo Switch e PC, via Steam. Essa análise foi feita com chave do PC gentilmente fornecida pelo Team 17.

Siga o Pulo Duplo nas Redes Sociais!

Positivo

  • Cenários incríveis e deslumbrantes
  • Animação bem feita
  • Localizado para Português - BR
  • Irmãos com habilidades únicas, possuindo vantagens e desvantagens no combate

Negativo

  • A gameplay para controlar os irmãos em batalhas contra chefes, por exemplo, é trabalhosa e complicada

Resumo

Greak: Memories of Azur conta a história dos irmãos Courine que estão correndo para se reencontrarem e escapar da sua terra natal que foi invadida pelos Urlags e tomada pela corrupção.
8

Ótimo

Amante de livros, séries, mangás e claro, amante de jogos, principalmente aqueles com uma ótima e profunda história. Estuda pedagogia porque precisa trabalhar para comprar os games no lançamento.