fbpx

Análise | Moonlighter

Análises PC PS4 Switch Xbox One
8.4

Ótimo

A 11bit vem surpreendendo com seus jogos, mais cedo neste ano tivemos o lançamento de Frostpunk, muito elogiado e agora, em parceria com a Digital Sun, o estúdio nos presenteia com Moonlighter.

A cidade de Rynoka já foi muito famosa e movimentada. Isso por causa das masmorras que foram descobertas em uma escavação. Logo vários heróis surgiram prometendo chegar ao último level delas e enfrentar o grande monstro final. Só que muitas mortes aconteceram, os heróis foram desistindo e Rynoka caiu no esquecimento. Não por muito tempo, pois Will, o último da sua família de mercadores pretende enfrentar as masmorras em busca de fama e tesouros, que vende na sua loja, a Moonlighter.

A ideia do jogo é muito criativa e envolvente. Você é um mercador durante um dia e um herói durante a noite. O mistério fica por conta das masmorras, que mudam a cada vez que alguém entra e parecem ser feitas exclusivamente para a caça de tesouros. Quem fez esses portais que levam a lugares muito diferentes de Rynoka? Com qual objetivo?  São quatro masmorras no total, que vão sendo liberadas conforme o chefe da masmorra anterior for derrotado, sendo a Golem, Floresta, Deserto e Tech e há uma lenda sobre uma quinta e misteriosa dungeon.

A exploração delas é ao estilo roguelike, com mapas diferentes a cada vez que você adentra o portal. São ao total quatro andares, com diversos monstros e salas secretas, sendo que o último é o grande chefe. Mas não demore demais em um andar! Se isso acontecer um grande monstro verde aparece, invencível, que tem o único objetivo te fazer correr para o próximo nível ou voltar para a cidade, que pode acontecer graças a um pingente. Cada nível cobra um valor específico para usar o pingente e, se você não está com dinheiro, não se preocupe, você pode usar o espelho, outro item imprescindível para os mercadores, para vender os itens que você acabou de coletar, juntando a quantia necessária para escapar. Prático, não? É melhor voltar a cidade do que ser derrotado, porque caso isso aconteça, você perde todos os itens da sua mochila.

Masmorra explorada, mochila cheia e agora? Bom, é hora de ganhar dinheiro. Will abre a Moonlighter e coloca a venda os itens coletados. Mas não pense que você pode colocar o preço que achar melhor. Cada item tem uma raridade e demanda que definem o preço. Pra saber o valor correto é na base do erro e acerto. Você coloca um valor e espera a reação do cliente: um rosto triste, produto caro, um rosto brilhante, produto barato e um rosto feliz, preço perfeito. Pra saber o preço de cada produto Will mantém um caderno que pode ser consultado a qualquer hora.

E assim você vai juntando dinheiro que pode ser gasto de diversas formas. Há a possibilidade de melhorar a Moonlighter, aumentando a loja, abrindo a possibilidade de encomendas e contratação de um assistente. Você pode melhorar Rynoka, chamando outros mercadores para a cidade que te beneficiam diretamente, como o ferreiro que melhora seus equipamentos para uma melhor exploração das masmorras, e outra loja que, como você, vende itens das masmorras e te beneficiam indiretamente, já que muitas vezes você necessita de um item e não consegue coletá-lo.

Essas necessidades de itens acontecem de duas maneiras. Uma é para melhoria dos seus equipamentos e outra é para encomenda dos clientes. Uma ferramenta que achei maravilhosa foi a lista de desejos. Quem nunca precisou de um item para alguma quest em um jogo e anotou o nome e a quantidade em uma colinha a parte? Em Moonlighter isso não é necessário por causa da lista de desejos. Ao marcar um equipamento na lista, os itens necessários para fazê-lo ficam marcados com uma estrela, evitando que você os venda. A lista pode ser acessada pelo menu do caderno, fazendo com que você possa consultar a quantidade a qualquer momento.

Moonlighter é muito divertido e extremamente viciante e pode parecer estranho que ele não tenha ganho nota total nessa análise. O motivo disso, infelizmente, são os bugs. Joguei no PlayStation 4 e perdi a conta das vezes que tive de reiniciar o jogo por causa de algum inconveniente. O principal deles é com relação a encomenda dos clientes. No dia da entrega, normalmente o cliente que fez a encomenda é o primeiro a entrar na loja para coletar os itens solicitados, mas muitas vezes isso não acontece. Você vende os itens durante o dia normalmente, mas o cliente nunca aparece para coletar e finalizar a encomenda, fazendo com que ao fechar a loja, você não consiga sair, dormir, ou fazer qualquer outra coisa, ficando preso.

Isso aconteceu várias vezes, até que eu tive de parar de aceitar encomendas, o que é triste, pois elas são um grande motivo para continuar jogando, mesmo após o término da história principal. Aconteceu até do jogo não carregar certa vez, com a única solução sendo pegar um save antigo, e perdendo um grande progresso. Isso trouxe frustração em vez da empolgação que o game tem a capacidade de trazer.

Moonligher traz uma ideia e gameplay maravilhosas e é super recomendado. Se depois dessa análise você conseguir segurar a ansiedade para jogá-lo, sugiro esperar um patch de correção, para que não se torne frustrante.

Siga o Pulo Duplo nas Redes Sociais!

Positivo

  • Equilibrar as necessidades de sua loja e explorar masmorras é muito divertido
  • um das melhores animações de 16 bits já feitas
  • Ver sua vila crescer junto com você é empolgante!

Negativo

  • Pouca profundidade de mecânicas do mundo do jogo
  • O combate pode se tornar repetitivo

Resumo

Não é à toa que Moonlighter é um dos melhores RPGs de 2018 e mostra a beleza de como um jogo indie bem produzido pode ir além. A maior aventura da vida de Will fará com que ele vá muito além de ser apenas um comerciante de itens.
8.4

Ótimo

Amante de livros, séries, mangás e claro, amante de jogos, principalmente aqueles com uma ótima e profunda história. Estuda pedagogia porque precisa trabalhar para comprar os games no lançamento.