Análise | Sackboy: Uma Grande Aventura

Análises Gaming PS4 PS5
9

Incrível

Sackboy está de volta em uma aventura fantástica.

Quando a Sony lançou LittleBigPlanet em 2008, o Sackboy virou o principal mascote do PlayStation. Com seu jeito carismático e a possibilidade de expressar várias emoções, o bonequinho de pano caiu nas graças do público.

LittleBigPlanet trouxe um mundo colaborativo, permitindo os usuários publicarem suas próprias fases. O jogo tinha uma mecânica de plataforma 2.5D com mudança de profundidade, o que permitia a criação de níveis com vários tipos de recursos, em resumo: foi um sucesso.

Doze anos depois, a Sony juntamente com a Sumo Digital – responsável por LittleBigPlanet 3 – lançou um spin-off da série, Sackboy: Uma Grande Aventura (Sackboy: A Big Adventure) trazendo novamente o pequeno mascote para uma nova jornada.

O jogo abandona completamente a formula de plataforma 2,5D e aposta em um mundo 3D com câmera fixa em perspectiva. O jogo adota uma mecânica simples sem evolução de habilidades do herói, ele conta apenas com alguns itens específicos das fases como as manoplas, ganchos e um bumerangue.

Um conto de fadas interativo

Nesse novo título, a Vila do Tear é atacada por Vex, um ser quer espalhar a artimanha por todo o Artemundo, o transformando em um mundo de pesadelos. Para isso, ele sequestra todos os amigos do Sackboy, os fazendo trabalhar na sua invenção maligna: o Conversor. Durante o confronto, Sackboy consegue um pergaminho com os planos de Vex e escapa no seu foguete.

Durante a jornada o pequeno saco de panos encontra Scarlet, uma senhora que guia o herói e explica que para deter os planos de Vex, ele deverá reunir a fonte de inspiração de todo o Artemundo, as Esferas dos Sonhos.

Toda história segue uma narrativa bem leve e divertida, onde o Sackboy acaba ajudando os moradores dos mundos e chegando cada vez mais perto de salvar o Artemundo.

O Artemundo

Durante a jornada para impedir a destruição do Artemundo, nos deparamos com vários tipos de fases. Além de cenários como florestas, fundo do mar e espaço sideral.

Para manter o jogador entretido por muito tempo, os estágios não poderiam ser repetitivos, algo que não acontecia muito nos outros títulos. Em Sackboy: Uma Grande Aventura, temos além das fases tradicionais de exploração simples, onde usamos apenas pulos, plataformas e socos para transpor os objetivos.

Também temos cenários onde a tela segue automaticamente, somos levados por alguma plataforma até o final da estágio e precisa ir coletando os itens durante esse percurso. Nesses desafios, morrer não reinicia o progresso, apenas reaparecemos no checkpoint fixo nas plataformas. Além disso, não tem recuperação de saúde, então se tomar duas pancadas perde-se uma vida.

Em um mundo de arte, música não poderia faltar

Playlist oficial

Existem outros tipos de cenários, mas o carro chefe são as Remix, nesses estágios os inimigos se movimentam sincronizados com a batida e todo o ritmo da fase é ditada pela música. Foi um prazer imenso jogar esse tipo de desafio. Dentre essas músicas temos até remix de uma música brasileira: Baiana de Barbatuques.

O trabalho com a música nesse jogo, merece uma atenção especial. A seleção musical do jogo é incrível! A quantidade de músicos famosos é absurda. Artistas como, David Bowie, Britney Spears, Bruno Mars, Anamanaguchi, Deadmaul, Junior Senior, Foster the People e The Chemical Brothers, estão presentes na trilha sonora.

Localização

O título passou por um excelente trabalho de localização, tanto na tradução de termos específicos como Craftword para Artemundo, como o sentimento que cada personagem passa na dublagem. Toda equipe brasileira de dublagem está de parabéns. As vozes de Scarlet e Vex estão perfeitas, as piadas foram bem traduzidas e passam muito bem o alívio cômico para a história.

Sackboy: Uma Grande Aventura é um conto de fadas interativo, com uma história bem leve e que traz um calorzinho no coração ao se jogar. É um jogo bem família para o jogador casual, e a localização para nossa língua, o torna um game perfeito para passar o tempo com as crianças. Para quem procura desafios, o título não decepciona. Platinar esse jogo não será uma tarefa fácil, mesmo para os jogadores mais experientes.

Positivo

  • Multiplayer Local e online
  • História simples, mas envolvente
  • Fases bem desafiadoras
  • Tilha sonora muito boa

Negativo

  • Pouco foco na customização dos personagens

Resumo

Sackboy voltou renovando a franquia que estava há muito tempo parada. Nessa nova aventura, vemos um jogo que abriu mão do modelo de compartilhamento de fases para uma história mais centrada abrindo novos caminhos pra série. O jogo é uma ótima pedida para jogar com amigos ou com a família.
9

Incrível

Programador, hater e as vezes gamer.