Análise | Samurai Shodown

PS4 Xbox One
9

Incrível

Samurai Shodown está de volta em sua melhor versão! É inegável que a SNK se consolidou no coração dos gamers por seus jogos de luta. Franquias como Fatal Fury, Art of Fighters e The King of Fighters sempre estão rodando na boca (e no coração) dos fãs de uma boa treta nos arcades e consoles. Mas quando se trata de luta de espadas, a saga de Haohmaru, Nakoruru e Galford se consagra como um dos pilares do gênero.

Um elenco de peso faz parte do jogo.

Sabendo disso, a SNK nos traz um Samurai Shodown repaginado.  Este novo título revisita o Japão feudal com gráficos modernos, história canônica, jogabilidade precisa e mecânicas inovadoras. Isso tudo sem esquecer nenhum dos elementos que consagraram a série no passado.

Espadas e sangue para os dias atuais

O novo Samurai Shodown é belíssimo. Para aqueles que torcem o nariz devido aos gráficos, digamos, peculiares do último The King of Fighters, não se preocupem. A SNK aprendeu a lição. Após uma enxurrada de críticas e desempenho um pouco abaixo do esperado com KOF XIV, a empresa se redimiu com seu novo jogo.

A fluidez dos personagens está excelente. Cada golpe de espada ou movimento é retratado de maneira fiel quando comparado aos jogos 2D do passado. Podemos até dizer que uma evolução natural dos melhores títulos da série. Novamente, esqueça a movimentação esquisita e artificial do último KOF. Aqui o trabalho feito foi primoroso, realizado com muito cuidado e atenção.

Mecânicas clássicas estão de volta e repaginadas para o novo jogo

Se fosse apontar algum defeito nos gráficos, eu diria que a modelagem de alguns personagens está um pouco esquisita. Cabelos estão mal texturizados e alguns objetos das vestimentas dos personagens estão mal posicionados. Com isso, ocorrem alguns “choques de polígonos” nos modelos dos personagens. Nada que estrague as lutas, mas incomoda um pouco.

E o som do game? Uma perfeição. As músicas ajudam na ambientação de cada cenário. O barulho de cada espadada, corte ou derramamento de sangue são executados com precisão. Nada exagerado como outros jogos de luta. Cada som em Samurai Shodown é executado com maestria, até mesmo nos menus de seleção.

Um Samurai Shodown difícil, porém divertido

Os atuais games de luta buscam, ao máximo, facilitar a vida do jogador. Sejam por combos simples como os de BlazBlue Cross Tag Battle ou até automáticos presentes em Dragon Ball FighterZ, não espere moleza no novo Samurai Shodown. Aqui, cada ataque (ou erro) pode decidir em definitivo uma luta. Todos os comandos respondem bem, mas o timing é a chave para o sucesso.

Wu-Ruixiang é uma das novas personagens do game.

Ao executar um simples “meia lua+ataque”, o movimento especial sairá tranquilamente. Mas… torça para que tenha executado no momento certo. Se o ataque tiver errado e abriu uma brecha em sua defesa para o inimigo, o contragolpe pode ser fatal. De fato, a punição no game é cruel.

Um ataque executado após um erro do oponente pode retirar até o dobro da quantidade de HP do que um golpe normal. Somado a precisão dos movimentos e a tempo de resposta eficiente dos comandos, os fãs dos jogos clássicos da série irão se sentir no céu. A dificuldade e a média de dano dos golpes é semelhantes aos jogos antigos. Mas não se desesperem, casuais. Com treino e paciência (e um tempo no modo treino) você pode aprimorar suas habilidades e conseguir pelo menos disputar de forma mais justa.

Haohmaru não poderia faltar no game.

Uma boa forma de treinar é com disputas online. Por sinal, não tivemos problemas com este modo de jogo. Foi fácil e rápido encontrar adversários e não ocorrerão situações como lags ou queda de conexão. Ponto positivo para a SNK.

O “clássico” repaginado

As mecânicas clássicas da série como o desarme, quebra de defesa, ataques e explosões de fúria estão presente no game. Os veteranos irão se sentir em casa. Aos novatos, resta gastar um tempinho no tutorial para pegar o jeito com os controles. Por sinal, o modo de “Praticar” de Samurai Shodown é um sério problema. Ele é extremamente simples, restando ao jogador repetir o tutorial várias vezes. A seção de treinamento do modo pode ajudar com alguns comandos, mas nada que facilite o desenvolvimento do jogador.

Não tem jeito, para refinar suas habilidades, será preciso treinar muito em disputas contra o computador e outros players no modo online. Falando nisso, o game possui o divertido sistema de Disputas Fantasmas. Ao jogar com  frequência com um personagem, o jogo cria uma “persona” ao analisar suas jogadas. Assim, é possível se “enfrentar” e analisar com cuidado suas próprias ações e estratégias. E não é só isso. Você pode aprender com as CPU fantasmas de outros jogadores. Um sistema divertido e inovador.

Uma nova era para Samurai Shodown

O novo Samurai Shodown reconta alguns acontecimentos anteriores da série, mas sem modificar a história “cânone” do jogo. Na cronologia, o novo Samurai se passa um pouco antes do primeiro título da série, lançado em 1993 para os arcades e portado para diversas plataformas

Na trama, um mal sombrio impregna o ar do Japão da Era Kansei (1781-1801 D.C). Laços do Destino guiam diversos guerreiros ao centro de toda maldade, a sacerdotisa da trevas “Shizuka”. Em meio às luzes do bater de espadas, a esperança da vitória surge carregada de morte, violência e sangue.

Shizuka, a chefe apelona do novo Samurai.

Como todo jogo de luta clássico, o modo história do Samurai é focado nas lutas individuais de cada espadachim. Após algumas partidas, o jogador irá enfrentar o rival de cada personagem. Ao vencer, enfrentará a terrível Shizuka. E se prepare, fazia tempo que não víamos um último chefão tão difícil quanto ela.

Confesso que nunca me aprofundei em toda a história da série Samurai Shodown. Mas ao acompanhar o enredo de alguns lutadores, fiquei estimulado a dar uma olhada no que já foi feito anteriormente.

A tema de encerramento é belíssimo.

E os novos personagens inseridos na trama como Darli Dagger, Wu-Ruixiang e Yashamaru Kurama são adições excelentes e bem trabalhadas, enriquecendo o extenso elenco de personagens da série.

A redenção da SNK

Ao que parece, a SNK aprendeu com seus erros em títulos como The King of Fighters XIV e SNK Heroines. O novo Samurai Shodown é uma obra-prima. Existem erros pontuais nos gráficos e um pouco de desbalanceamento, mas nada que não possa ser corrigido no futuro. A dificuldade do game pode espantar os jogadores mais casuais, o que é uma pena. Mas qualquer um, com esforço e dedicação, pode passar momentos agradáveis neste game cheio de novidades, mas que não esqueceu o legado da saga dos samurais.

*Jogo testado no Xbox One S

Positivo

  • Bons gráficos
  • Jogabilidade fluída
  • Som impecável

Negativo

  • Alguns problemas gráficos
  • Dificuldade pode espantar os jogadores casuais
  • Modo de treinamento é muito simples

Resumo

Com o novo Samurai Shodown, a SNK alcança a rendenção com as falhas de seu passado recente. O game é um tributo aos títulos anteriores da série.
9

Incrível

Jornalista, analista de mídias e sergipano com orgulho. Apaixonado por "quase" tudo que vem do Japão, em especial animes e jogos. Um eterno sonhador que sempre busca novos desafios!