Análise | Telling Lies – Infiltre-se em uma rede de mentiras

Análises PC
8

Ótimo

Telling Lies começa com uma mulher chegando a um apartamento com certa pressa e acessando um disco rígido externo que contém um banco de dados. Ela digita a palavra “amor” e cinco vídeos aparecem na tela. A partir daí é com o jogador, para juntar as peças e descobrir o que está acontecendo.

Telling Lies é um jogo do Sam Barlow, mesmo criador de Her Story. Assim como no game anterior, o jogador é inserido em uma trama sem saber muito bem o que está acontecendo e deve descobrir assistindo vídeos em um banco de dados. Cada pesquisa gera diversos resultados, mas o jogador só pode acessar os cinco primeiros, fazendo com que tenha necessidade de pesquisar mais.

Telling Lies banco de dados

Porém, Telling Lies não é um Her Story 2. No primeiro jogo víamos uma mulher sendo entrevistada por policiais, mas em Telling Lies tudo se trata, ou de conversas por vídeo chamada, ou por câmeras escondidas. As conversas têm uma particularidade onde o jogador só consegue ouvir a voz de quem está do outro lado da tela. O personagem está claramente conversando com alguém, mas não conseguimos ouvir nem ver o interlocutor. Assim, alguns vídeos têm vários momentos de silêncio, o que justifica o recurso de avançar e retroceder.

Outro recurso que pode ser utilizado é pausar o vídeo e clicar em uma palavra da legenda, que está em PT-BR, para automaticamente pesquisar a mesma.

Que mentiras são essas?

É difícil falar da história que esses vídeos contam sem dar muitos detalhes. Qualquer coisa dita, pode ser usada no banco de dados para descobrir outras pistas. Então, saiba que Telling Lies se trata de descobrir uma rede de mentiras imposta por um personagem. Todos os demais estão ligados a ele.

O game possui três finais que variam de acordo com o foco da sua pesquisa. Há cerca de seis horas de vídeo disponíveis, mas o jogo termina antes que você assista essas seis horas. Terminei em quatro e entendi do que se tratava, apesar de alguns aspectos permanecerem um mistério.

Telling Lies reflexo

Esses personagens fazem parte da trama principal, mas existem diversos outros que podem ser encontrados e pesquisados. São tantos, em comparação ao jogo anterior, que você pode até terminar sem conhecer todos eles.

Existe, inclusive, a personagem que entrou no apartamento e faz o papel do jogador, pesquisando coisas no banco de dados. Podemos ver o reflexo dela na tela o tempo todo e conforme o jogador assiste os vídeos e avança na história, breves cenas dela são mostradas através do reflexo.

Conclusão

Telling Lies tem uma história envolvente e você fica mais curioso ao final de cada vídeo,  porém assistir os vídeos dá um pouquinho de trabalho, pois o game peca no quesito ferramenta. Ao pesquisar uma palavra, o vídeo encontrado inicia a partir da palavra mencionada. Muitas vezes isso significa que você terá de voltar mais de cinco minutos para assistir o vídeo completo. O sistema para voltar é como rebobinar uma fita VHS, o que demanda tempo e muita paciência.

Telling Lies pesquisa

É muito difícil deixar o jogo sem saber o que está acontecendo, tanto que terminei Telling Lies de uma vez, sem pausas. Após ver a cena final, você pode voltar e pesquisar mais vezes. Senti falta, porém, de um sistema que tirasse a restrição de cinco resultados por pesquisa após o final do jogo.

Mesmo sendo um jogo curto, Telling Lies vale o dinheiro investido. É um game que vou me lembrar dos personagens e das histórias contadas mesmo depois de muito tempo.

Positivo

  • História memorável, mesmo que você não descubra todos os pormenores
  • Personagens envolventes, interpretados por ótimos atores
  • Reflexo na tela contribui para a imersão do game
  • Jogo legendado em PT-BR onde é possível clicar na legenda para pesquisar palavras

Negativo

  • Consulta retorna com o vídeo no ponto em que a palavra foi dita, tendo que "rebobinar" o vídeo
  • Rebobinar o vídeo é demorado e exige paciência

Resumo

Do mesmo criador de Her Story, Telling Lies consegue traz uma história com diversos personagens e uma ótima narrativa, porém as ferramentas não conseguem acompanhar o game.
8

Ótimo

Amante de livros, séries, mangás e claro, amante de jogos, principalmente aqueles com uma ótima e profunda história. Estuda pedagogia porque precisa trabalhar para comprar os games no lançamento.