fbpx

Análise | Tom Clancy’s Rainbow Six Extraction

Análises PC PS4 PS5 Xbox One Xbox Series
8.5

Ótimo

Desde o início do seu planejamento, Tom Clancy’s Rainbow Six Extraction foi elaborado para ser um título canônico da série. Elaborado com base no modo Outbreak de Rainbow Six Siege, o jogo se distancia dos combates 6 vs 6 de Siege para embarcar em uma aventura cooperativa baseada em tempo.

História

Extraction nos mostra uma realidade onde o mundo, os Estados Unidos, sofre pelo surgimento do parasita Chimera, que estão brotando do chão e consumindo tudo pela frente e deixando um rastro de gosma preta pelo mundo.

Para conter essa ameaça, entra em cena a REACT – Equipe Rainbow de Análise e Contenção Exógena (ou Rainbow Exogenous Analysis & Containment Team). Criada para conter a ameaça original do episódio Outbreak, no Novo México, a REACT busca entender mais como funciona esse parasita por meio de incursões aos pontos de infecções.

Durante as incursões, a equipe precisa coletar informações, amostras dos parasitas e capturar até alguns Archæans vivos. Bem como fechar alguns portais, resgatar membros REACT presos ou mantidos como reféns.

Agentes

Os Agentes são a cereja do bolo em Rainbow Six Extraction, todos agentes são conhecidos de quem joga Rainbow Six Siege o que traz uma grande familiaridade com o gameplay. Diferente de Siege, aqui temos apenas 18 operadores que são desbloqueados gradativamente a medida que o jogador progride no nível global.

A aposta em trazer os personagens já conhecidos foi muito boa, pois estratégia e familiaridade com as habilidades são essenciais para a execução das missões. Além dos agentes, as tecnologias da REACT vem do seu jogo predecessor. Drones com câmera, bombas e barricadas são itens que acompanham as partidas competitivas de Siege.

Incursões

As incursões são divididas em 4 regiões: Nova Iorque, São Francisco, Alasca e Thuth or Consequences. E cada uma contem três mapas. Os mapas por sua vez são divididos em outras três áreas de contenções.

Nova IorqueSão FranciscoAlasca Thuth or Consequences
Ilha da LiberdadeTenderloinEurydice ValleyDam
Estação de PolíciaEnterprise Space FoundationNomeDowntown
Monolith GardensApollo Casino & ResortOrpheus Research CenterSierra Conty Hospital

Cada uma dessas regiões contem vários objetivos de pesquisa para serem realizadas, os “Estudos”. É nessa parte que o jogador irá focar maior parte do seu tempo, pois a experiência concedida pelos Estudos é diferenciada. Além do boost de XP, os estudos contém informações relevantes sobre o mundo de Rainbow Six Extraction.

Além de pequenas informações relacionadas aos objetivos, os Estudos concedem páginas no Códice. O códice contém todo tipo de informações sobre a mitologia do game, desde a biografia dos agentes, como dos Archæans.

A mecânica das Incursões são bem simples, os jogadores devem escolher primeiramente a dificuldade da incursão, onde as dificuldades concederão mais experiência, mas também traz novas variações de Archæans. Após a seleção de dificuldade, vem a escolha de Agentes, cada agente tem uma habilidade, vantagens e progressão individual. É aconselhável escolher os agentes e equipamentos baseados nos objetivos que foram escolhidos aleatoriamente na seleção do mapa.

Mutações Chimera. Fonte: Ubisoft

Quando a incursão se inicia, os agentes deverão cumprir o objetivo da área de contenção num período fixo de tempo, caso falhem no objetivo, é possível continuar a incursão normalmente. Caso o tempo se esgote, a área de contenção é invadida por uma quantidade imensa de inimigos, causando a morte certa dos agentes.

Equipamentos

Caso isso ocorra, ou o agente seja abatido, ele será considerado Desaparecido Em Ação (DEA) e precisará ser resgatado em missões de Resgate ao DEA. Finalizando a missão com sucesso, o operador estará disponível para seleção novamente, mas em caso de falha o contador de resgate reduz e caso zere uma quantidade de experiência adquirida do operador é subtraída, afetando o seu nível de progresso global.

Pós-jogo

Como todo jogo multiplayer, o fator replay é de extrema importância. Além da possibilidade de completar os Estudos em 100%, Extraction aposta no Protocolo Maelstrom um modo semanal que pretende prender o interesse dos jogadores mesmo após o fim da “campanha principal”.

Não necessariamente no endgame, temos os Proteans que são versões de parasitas que mimetizam os agentes da REACT, copiando suas habilidades e equipamentos. Eles podem ser enfrentados nas últimas zonas das incursões após entrarem em contato com a Singularidade.

Mutações Chimera. Fonte: Ubisoft

Conclusão

Tom Clancy’s Rainbow Six Extraction traz uma jogabilidade bem difícil para o mundo dos jogos cooperativos. Inicialmente o jogo pode ter um tom mais assustador, mas a adrenalina dos combates sobrepõe o receio forçando os jogadores a serem mais cooperativos. Cada passo dentro da incursão deve ser bem coordenado para o sucesso geral da missão e qualquer deslize é quase fatal. Um ataque corpo a corpo ou uma explosão de inimigos podem ser fatais, comprometendo todo o andamento da incursão. O jogo também valoriza a jogabilidade furtiva, premiando os jogadores com mais experiência a cada abate.

Tom Clancy’s Rainbow Six Extraction está disponível para PlayStation 4 | 5, XBox One | Series, PC e Stadia com multiprogressão e multiplataforma entre as plataformas.

* Análise feita com uma cópia para PlayStation 5 gentilmente cedida pela Ubisoft.

Positivo

  • Multiprogressão e Multiplataforma
  • O jogo equilibra a dificuldade para o modo solo
  • Algumas missões são bem desafiadoras
  • Grande imersão sonora nas incursões

Negativo

  • Notificações da Ubisoft Connect sobrepõem o progresso dos personagens
  • Mesmo com um endgame com desafios semanais, será necessário mais conteúdo para manter o jogador ativo

Resumo

Extraction traz uma mecânica divertida e desafiadora, afastando Rainbow Six do mundo competitivo e trazendo uma história interessante para justificar a mudança de estilo.
8.5

Ótimo