Análise | Unto the End

Análises PC PS4 Switch Xbox One
8

Ótimo

Unto the End é um game indie que inicia sem tutorial ou explicação. O jogador controla um homem que está deixando a sua família para caçar. Ele leva consigo uma lembrança da esposa e suas armas. Porém, um acidente acontece e ele não consegue voltar para casa no caminho que imaginava. Ao adentrar no subterrâneo e encontrar diversas criaturas, seu único objetivo é retornar para casa em segurança.

O jogo não possui nenhum diálogo e mesmo assim consegue contar uma história. Percebemos os sentimentos dos personagens e adversários por gestos e sons e é louvável que mesmo assim, nada fica subentendido.

Retornar em segurança para sua família é o seu único objetivo em Unto the End
image-272405
Retornar em segurança para sua família é o seu único objetivo

O combate em Unto the End

O confronto com os inimigos é o foco de Unto the End. Apesar do jogo não iniciar com o tutorial, como de praxe, ao encontrar uma fogueira, famoso lugar de descanso, o jogador pode acessar instruções de como combater os inimigos e repeti-lo sempre que encontrar a próxima fogueira.

A tática para vencer os embates é ler os ataques dos inimigos. O jogador tem formas de defesa, em cima, embaixo, assim como formas de ataques de ambas maneiras. É possível jogar uma faca, dar um empurrão com o ombro além de um ataque falso, para enganar seus oponentes com a direção do ataque.

É possível escolher entre luta ou fuga em Unto the End
image-272406
Combater ou correr? Eis a questão

Portanto, é muito comum o jogador combater um mesmo adversário diversas vezes até conseguir realizar a leitura dos seus golpes. Unto the End é um jogo bastante desafiador, que requer paciência e atenção do jogador, mas que compensa a disciplina com a tão aguardada derrota do inimigo.

Por dependermos da leitura dos inimigos para vencer, por vezes o cenário não contribui. Com rochas que sobrepõem o protagonista e adversário, por muitas vezes precisei reiniciar o combate depois de morrer por não saber o que o inimigo estava fazendo, que golpe estava realizando.

O jogo é curto, até porque não poderia ser diferente. Um game nesse estilo, sendo longo, cansaria os jogadores muito facilmente. Horas serão gastas para finalizá-lo, porém, pois os combates finais são particularmente difíceis.

O não combate

Em algumas ocasiões, o jogador encontrará inimigos que não estão à procura de luta. Eles podem ser contornados com oferendas. Mas cuidado com o item oferecido! Caso entregue o objeto errado, o adversário irá atacá-lo de maneira muito mais intensa do que o normal. Fugir, em alguns casos, também é uma opção.

Apesar do jogo contar com diversas maneiras de atacar, aquele golpe que engana o seu adversário com a direção errada do ataque nunca pode ser utilizado. Em nenhum dos inimigos ele foi uma opção.

Guardar a sua espada em momentos chave pode salvar a sua vida em Unto the End
image-272407
Guardar a sua espada em momentos chave pode salvar a sua vida

O game pode ter finais diferentes, de acordo com as escolhas do jogador entre combate e não combate. Realizei trocas e evitei o combate o máximo possível, mas no final, ao cometer um erro, tive todo o meu progresso invalidado, resultando no final “ruim”.

Unto the End é o tipo de jogo desafiador que vale a pena gastar horas para derrotar um inimigo. É recompensador quando a leitura do adversário é feita perfeitamente e o mesmo é derrotado.

Siga o Pulo Duplo nas Redes Sociais!

Positivo

  • Combate desafiador
  • História bem contada, mesmo sem diálogos
  • Na medida certa, não tornando o game cansativo

Negativo

  • Um dos golpes é inúti
  • A câmera pode atrapalhar em algumas ocasiões
  • Sistema de decisões é falho

Resumo

Unto the End é um game desafiador onde o jogador deve ler os movimentos dos seus inimigos para definir o que fará em seguida.
8

Ótimo

Amante de livros, séries, mangás e claro, amante de jogos, principalmente aqueles com uma ótima e profunda história. Estuda pedagogia porque precisa trabalhar para comprar os games no lançamento.