INTZ e RED Canids são punidas pela Riot

Esports Notícias

Mais um episódio do Campeonato Brasileiro de League of Legends, o CBLoL, chamou a atenção nos últimos dias, mas aparenta já estar entrando em seus capítulos finais. Depois da descoberta até de vínculo familiar entre os donos da INTZ e os sócios da RED Canids (equipe criada para obedecer a nova regra do torneio que proíbe uma mesma organização de possuir mais de um time em um campeonato) e da ameaça de quase todas as outras organizações classificadas para o CBLoL de não participarem do evento – tudo isso a poucos dias do início da competição, já no próximo sábado, dia 16 -, a Riot Games achou válida as reclamações e puniu as equipes.

A Riot, desenvolvedora do game e responsável pelo campeonato, declarou assim em seu comunicado de penalidade que, “após investigação detalhada, os Oficiais da Temporada 2016 verificaram que há vínculos evidentes e incontestáveis entre as duas equipes (laços familiares entre sócios, mesma pessoa ocupando posições em duas equipes, entre outros), e que vão contra o espírito da regra”. Assim, mesmo que a INTZ e a Canids tenham cumprido a regra de cada uma delas possuir nomes, CNPJs e diretores distintos, as equipes foram de encontro ao “espírito da regra”, como explicitou o próprio comunicado.

INTZ Team

Deste modo (e de forma muitíssimo acertada, ao meu ver), as duas organizações serão punidas, mas não os seus jogadores. Isso significa que as premiações porventura conquistadas pelos times serão distribuídas entre os jogadores, enquanto as corporações não receberão nada – ou seja, se uma das equipes vencer o torneio, todo o valor da premiação, bem como os direitos de imagem, vai ser dado aos jogadores. Nenhum deles perderia também, por exemplo, uma classificação para o International Wildcard.

Além disso, uma das organizações punidas (INTZ ou RED Canids) terá que ser vendida ou doada a algum outro órgão “comprovadamente independente” até o meio-dia desta sexta-feira. Se isso não ocorrer, de forma a não prejudicar os jogadores, eles poderão ser contratados e inscritos por outro time do CBLoL até o dia 31 de janeiro. Confira todas as punições aplicadas abaixo, como descritas no comunicado (alguns pontos estão destacados pois achei válido fazer isso):

  • A INTZ ou a Red Canids deverá ser vendida ou doada a uma organização comprovadamente independente até sexta-feira (15/01/2016) ao meio-dia (12h00);
  • Caso a venda ou a doação não seja concretizada ou ainda aprovada pelos Oficiais da Temporada 2016, a INTZ ou a Red Canids deverá ceder sua vaga no CBLoL 2016;
  • Suspensão dos diretores da INTZ e do quadro societário da Red Canids por 01 (um) ano, a partir do dia 16/01/2016, ficando impedidos de comparecerem aos estúdios do CBLoL ou aos eventos da Riot como representantes das equipes. Além disso, eles não poderão representar a organização perante os oficiais da competição durante esse período; outros profissionais da organização deverão ser designados para esse fim;
  • Perda de direito à premiação da Primeira Etapa do CBLoL 2016 (valor integral)  pela equipe remanescente, assim os valores obtidos serão destinados exclusivamente a seus jogadores. A penalidade só diz respeito aos valores financeiros e não afeta possíveis classificações do time para outros torneios;
  • Perda do valor referente aos direitos de uso de imagem da Primeira Etapa do CBLoL 2016 (valor integral) pela equipe remanescente, assim os valores obtidos serão destinados exclusivamente a seus jogadores.

Tudo isso serve para aprendermos algumas coisas, não, pessoal? Primeiramente, mesmo que conheçamos alguém, um campeonato sério e de respeito deve valer-se de regras justas, transparentes e aplicáveis para todos. Além disso, vimos que essa história de querer “dar um jeitinho” nas coisas pode acabar mal. No entanto, acontecer isso também ajuda o cenário brasileiro a continuar o seu crescimento. Regulamentos serão revisados, brechas serão extintas e, com o tempo, tudo ficará de acordo para apenas os jogadores e seus talentos assumirem o devido lugar de destaque nos sites e revistas por aí. E que venha o CBLoL!

Um simples desenvolvedor com textura realista que quer desligar a PhysX e sonha a 120 frames por segundo. Pena que a memória é baixa.