Como estão os times para o CBLoL 2016?

Artigos Esports

Finalmente! Após todo o clima de ansiedade gerado pelas últimas polêmicas, agora é oficial: temos todos os times e suas respectivas lineups confirmadas para a edição 2016 do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL).

O torneio, cujos confrontos de cada rodada já estão definidos, terá um número menor de semanas para as disputas (de sete para seis, em comparação com o CBLoL 2015) e contará com a entitulada Super Semana: quatro dias de partidas válidas pela última rodada da fase classificatória. Outra diferença com relação à edição anterior do campeonato está no rebaixamento. Agora, a pior equipe da primeira fase será automaticamente relegada para o Circuito Desafiante. O campeão deste, por sua vez, assume a vaga para o split seguinte.

Quanto às equipes, o caso RED Canids foi, como diz a própria página da organização na rede social Facebook, resolvido. Como relatado pela página MyCNB, a RED foi comprada por Felippe Corradini, dono do evento Brasil Mega Arena, antigo XMA. A venda foi uma determinação da Riot como uma das punições pela manutenção de vínculo entre o time e a INTZ, desrespeitando o “espírito da regra” de não haver equipes-irmãs de uma mesma organização no campeonato.

Outra questão respondida é o dono da vaga de suporte da paiN Gaming. Após a punição pelo aliciamento de Loop e a divulgação da vinda do finlandês H1iva pro Brasil que não deu certo, a equipe resolveu apostar no streamer Matheus “Picoca” Tavares (orgulhosamente sergipano, assim como este que vos fala), que já estava inscrito no torneio como reserva pelo time.

Com todas as pendências resolvidas, o CBLoL pode finalmente começar sua festa a partir deste sábado, 16 de janeiro, para a alegria de todos nós. Mas, afinal, como estão cada um dos times participantes para esta primeira etapa? Confira a nossa análise para cada um deles logo abaixo.

Operation KinoOPERATION KINO

Como a então classificada Kabum Black acabou desfeita graças à regra que impede os times de uma mesma organização de participarem do torneio, a vaga ficou para a Jayob, que foi repassada para um parceiro e tornou-se a Operation Kino. Mesmo com o acordo, os mesmo jogadores continuam na nova agremiação. Skybart e Goku (nomes revelados pela própria Kabum Black no ano passado), Zuao e Theusma continuam a ser boas promessas, lideradas pelo experiente suporte Professor.

Lineup: Mateus “SkyBart” Neves (topo), João “Zuao” Vitor (caçador), Bruno “Gokucp” Miyaguchi (meio), Matheus ”Theusma’‘ Lima (atirador), Matheus “Professor” Leirião (suporte), Gabriel “Von” Barbosa (técnico)

Expectativa: 8ª colocação. Embora seja um bom time, o técnico Von deverá ter trabalho para equiparar estes times aos grandes nomes como paiN, INTZ e Keyd Stars. Skybart é um bom jogador do topo, mas meio inconstante, enquanto Theusma, Zuao e Goku (este último bem criticado durante sua passagem pela Kabum Black) ainda precisam mostrar pra que vieram. Professor assume o papel de capitão e líder, e sua experiência pode contribuir, mas não vejo esses jogadores ameaçando os grandes. Espero estar enganado.

RED CanidsRED CANIDS

Outro time proveniente da Série de Promoção, a INTZ RED virou RED Canids graças à mesma regra que acabou com a Kabum Black. Depois de toda a repercussão do vínculo com a INTZ Team, a organização finalmente resolveu seus problemas e pode concentrar-se no mais importante: o CBLoL.

Lineup: Marcelo “Ayel” Mello (topo), Jonas “Caos” Vriesman (caçador), Bruno “Brucer” Pereira (meio), Gustavo “Sacyr” Rossi (atirador), Márcio “Eryon” Reis (suporte), Vinicius “Neki” Ghilardi (técnico)

Expectativa: 7ª colocação. Com praticamente os mesmos jogadores de quando ainda era INTZ RED, a equipe mantém uma base sólida e com mais experiência para esta temporada. No entanto, dois fatores podem agravar o desempenho do grupo, especialmente nas primeiras rodadas. O primeiro deles é toda a confusão proporcionada pelas organizações de manter o vínculo: nova gestão, novo planejamento, espaço de treinamentos “emprestado”, tudo isso pode atrapalhar o psicológico dos jogadores (que confiaram na promessa e viram tudo ruir) e, consequentemente, seu rendimento. Além disso, a perda do top laner Robo, o grande destaque do time em 2015, para a Keyd pode não ser suprida com a vinda de Ayel.

Kabum! e-Sports

KABUM! E-SPORTS

O último time a vir da Série de Promoção é também uma das minhas apostas para este ano. A extinta Kabum Black deu de presente dois bons jogadores para complementar a equipe: o ladrão de Barões (e pentakills) Danagorn, que ficará como reserva de Minerva, e a eterna promessa Matsukaze, um dos grandes destaques da primeira etapa do CBLoL 2015.

Lineup: Pedro “LEP” Marcari (topo), Gustavo “Minerva” Alves (caçador), Thiago “Tinowns” Sartori (meio), Pedro “Matsukaze” Gama (atirador), Pedro “Ziriguidum” Vilarinho (suporte), Hugo “Galfi” Dantas e Peter Zhang (técnicos).

Expectativa: 3ª colocação. A Kabum! já mostrou suas garras durante a Pós-Temporada, quando venceu a G3X e a Keyd Stars, perdendo apenas para a INTZ na final. A confiança de Lep parece ter finalmente ter voltado durante o All-Stars, algo essencial para a equipe, TinOwns continua em alto nível pela rota do meio e a sinergia existente entre os jogadores já é antiga. Precisamos apenas ficar de olho se Matsukaze e Ziriguidum vão se encaixar bem e se terão forças para combater os favoritos paiN e INTZ. Para mim, será a surpresa desta primeira etapa.

CNB e-Sports ClubCNB E-SPORTS

Em 2016, aqui continua a ser trabalho! Depois de uma temporada mediana, a única alteração do time com relação à edição anterior do torneio foi a entrada do atirador pbO no lugar de Skyer. Isso significa que os jogadores continuam a melhorar sua sinergia e a experiência, além de contar com Djokovic, o maior destaque entre os treinadores brasileiros de League of Legends atualmente.

Lineup: Franklin “Aoshi” Coutinho (topo), Carlos “Nappon” Rucker (caçador), Felipe “Yoda” Noronha (meio), Pablo “pbO” Bellini (atirador), Willyam “Wos“Bonpam (suporte), Thiago “Djokovic” Maia (técnico)

Expectativa: 5ª colocação. Embora o grupo tenha adquirido mais experiência e mostre uma sinergia ainda melhor, alguns de seus jogadores ainda não são considerados fortes o suficiente para enfrentar nomes como LEP, esA ou SirThullio. Os grandes destaques do time são o técnico Djokovic e o mid laner Yoda, mas o primeiro não entra em campo e o segundo tem adversários mais experientes como Takeshi, TinOwns e Kami na sua rota.

G3nerationXG3NERATIONX

A G3X causou medo aos adversários no CBLoL 2015. Agora firmada no cenário competitivo, o time tem agora mudanças importantes na selva e na rota de baixo: a vinda dos experientes Snowlz e Alocs, juntamente com a promessa Skyer. Com os novos reforços, a equipe pode vir a surpreender novamente e arrancar mais uma vez boas posições na tabela.

Lineup: Luccas “Zantins” Zanqueta (topo), Guilherme “Snowlz” Neves (caçador), Rodrigo “TaeYeon” Panisa (meio), Felipe “Skyer” Gimenes (atirador), Leonardo “Alocs” Belo (suporte), Rafael “Transao” Mucidas (técnico)

Expectativa: 6ª colocação. A surpresa acabou. Após um ano e várias partidas, os oponentes conhecem bem o estilo dos novos jogadores e a G3X agora é reconhecida como um time que não se deve descuidar. Tendo isso em mente, a equipe terá ainda mais dificuldade em seus confrontos. Além disso, os olhares deverão estar no ad carry Skyer: se ele mantiver seu equilíbrio emocional e a relação com seus companheiros (um dos problemas que o fez sair da CNB) de forma saudável, ele poderá ajudar bastante sua equipe. Caso contrário, pode afundar de vez a G3X.

Keyd StarsKEYD STARS

Não há como negar: essa é a Keyd com menos destaques individuais dos últimos anos. Depois de grandes jogadores, como Revolta, Loop, brTT, Emperor, SuNo e DayDream, terem passado pelo time, hoje temos uma mescla de experiência e habilidade (com Takeshi), talento (com esA) e boas apostas como o Robo, a Keyd sempre entra com muita expectativa de seus fãs e do público em geral.

Lineup: Leonardo “Robo” Souza (topo), Gabriel “Turtle” Peixoto (caçador), Murilo “takeshi” Alves (meio), André “esA” Pavezi (atirador), Gustavo “Baiano” Gomes (suporte), Ednilson “Jukaah” Vargas (técnico)

Expectativa: 4ª colocação. Eu sei, estou sendo ousado ao colocar a popularíssima Keyd apenas no meio da tabela. No entanto, ao meu ver, este grupo está mais equivalente à CNB do que INTZ e paiN. Além disso, a Kabum! destacou-se bem no fim da temporada anterior (quando venceu a própria Keyd na Pós-Temporada), com um LEP mais confiante e um Tin jogando muito bem, e só tem a evoluir com a entrada do Matsukaze na equipe. Robo é uma faca de dois gumes: se ele tem liberdade, consegue brilhar; contudo, quando é pressionado, não vai tão bem. Takeshi e esA comandarão as jogadas e isso é o que mantém a Keyd como uma estrela difícil de se apagar. Vamos aguardar para ver se o bootcamp na Europa trará bons frutos.

INTZ e-SportsINTZ TEAM

A intrépida formação que encantou todo mundo na primeira etapa do último CBLoL está de volta! Com toda a confusão do caso de aliciamento do Loop, a INTZ viu em Jockster a grande chance de trazer de volta a melhor fase da equipe, quando ele, Revolta e companhia participaram de um International Wildcard.

Lineup: Felipe “Yang” Zhao (topo), Gabriel “Revolta” Henud (caçador), Gabriel “tockers” Claumann (meio), Micael “MicaO” Rodrigues (atirador), Luan “Jockster” Cardoso (suporte), Alex “Abaxial” Haibel (técnico)

Expectativa: 1ª/2ª colocação. Destaques individuais? Confere. Sinergia? Com certeza! Então qual seria a maior fraqueza da INTZ? O psicológico. Com todas as idas e vindas de Revolta, os problemas com o Loop e toda a lambança por parte da organização no caso RED Canids, os jogadores podem ficar abalados com tudo isso. Além disso, vale prestar atenção no desempenho de Jockster. A posição de suporte, declaradamente, não é uma posição que ele adora. Também, ele não vinha fazendo esse papel na INTZ RED. Será que ainda teremos aquele Thresh fenomenal nas mãos do garoto?

paiN GamingPAIN GAMING

Motivação: não há outra palavra a definir o retorno da paiN ao CBLoL. Depois de uma vitória esmagadora sobre a INTZ na segunda etapa do CBLoL 2015 e uma campanha digna de respeito no campeonato mundial, Mylon, SirT, Kami e brTT estão de volta. Como sempre, a novidade está na bot lane: o streamer Picoca assume a posição de suporte.

Lineup: Matheus “Mylon“Borges (topo), Thulio “SirT“Carlos da Silva (caçador), Gabriel “Kami” Bohm (meio), Felipe “brTT” Gonçalves (atirador), Matheus “Picoca” Tavares (suporte), Gabriel “MiT” de Souza (técnico)

Expectativa: 1ª/2ª colocação. A paiN, ao meu ver, tem dois problemas: Mylon e Picoca. A saúde debilitada do top laner no final do ano passado pode ter complicado os treinos e o desempenho do jogador em comparação à sólida campanha do ano passado, o que pode ser um problema para o começo do torneio. Este, no entanto, é o menor dos problemas, até porque todo mundo conhece a qualidade técnica do rapaz. Picoca, por outro lado, terá na equipe sua primeira experiência competitiva. Lógico, o garoto tem um potencial imenso (afinal, caso contrário, a paiN nem cogitaria seu nome), mas a saída de Dioud acabou tornando-se uma perda absurdamente maior do que podiam esperar. Se a sinergia entre ele e brTT mostrar-se consistente desde o primeiro jogo, este split é da paiN.

MARQUE NA AGENDA

Não esqueça! Esta edição 2016 do Campeonato Brasileiro de League of Legends começa neste sábado (16), a partir das 13 horas (horário de Brasília) com um confronto eletrizante entre paiN e INTZ, seguido por Operation Kino x CNB. No domingo, teremos Keyd Stars x G3nerationX e Kabum! x RED Canids. Quais as suas apostas?

Um simples desenvolvedor com textura realista que quer desligar a PhysX e sonha a 120 frames por segundo. Pena que a memória é baixa.