Wild West Online: 612 Games quer criar o Red Dead Redemption dos PCs

Notícias PC Prévias

O Velho Oeste já foi o cenário mais universal do cinema, grandes diretores e atores surgiram nos mitos fundadores dos EUA – entupidos de cowboys, índios, tiroteios e whisky barato. Os videogames não passaram tanto tempo quanto a sétima arte nesse cenário, mas se há um exemplo que seja universalmente amado e respeitado, esse é Red Dead Redemption, da Rockstar.

Com sua história absurdamente bem escrita e atuada e um mundo perfeito para perder dezenas de horas, o game é considerado um marco no design de mundos abertos. Recentemente, a Rockstar confirmou uma continuação para o adorado título e, além da ambientação, os dois games terão uma coisa em comum: ambos serão exclusivos para consoles. Muitos jogadores de PC vivem em agonia com essa decisão, e a 612 Games trouxe sua resposta na forma de Wild West Online, MMO de ação ambientado no mundo dos westerns e desenvolvido desde o início com os computadores em mente.

Os jogadores terão muita liberdade de ação e organização. Quer ser um mineiro (ou mineira, WWO incluirá personagens femininas), ou um fazendeiro pacato e fornecer produtos para os mercados locais? O game permite, porém você estará provavelmente vulnerável a ataques de bandidos e precisará da ajuda de defensores da lei – ambos grupos controlados por outros jogadores.

O site oficial do game afirma que os usuários poderão tanto se juntar a grupos já existentes quanto criar seus próprios, construindo uma reputação no mundo do game com suas ações. Você pode até optar por ser um explorador e desbravar os territórios desconhecidos do oeste. Os criadores prometem que por trás do mundo western que criaram há muitas verdades estranhas a serem descobertas.

O mundo do game promete ser muito rico e detalhado, apresentando ciclo de dia e noite e todos os tipos de localidade esperados no gênero – saloons, fazendas, vilarejos, grandes cidades, esconderijos de bandidos, etc. -, além de “locais bizarros de natureza desconhecida” que atrairão exploradores curiosos. Saloons parecem vender o equivalente do game de uma “poção de cura”, o bom e velho whisky. Em alfaiates, os jogadores poderão customizar suas aparências e em armeiros poderão tanto comprar quanto construir versões customizadas dos armamentos do Velho Oeste.  A 612 Games já anunciou algumas expansões gratuitas que devem chegar no decorrer da primeira temporada, incluindo assaltos a trem que podem envolver qualquer quantidade de pessoas (defendendo ou roubando), a possibilidade de customizar sua propriedade rural, exploração de montanhas e regiões ermas e toda uma nova área de jogo ambientada no México.

Como era de se esperar, vai rolar muito tiroteio em Wild West Online, logo, por mais que você queira viver como criador de porcos, nem todo mundo vai concordar com sua vida tranquila – pergunte para o Will Munny de “Os imperdoáveis”. Tanto em PvP quanto em missões PvE, o game apresentará muito conteúdo de ação e um dos sistemas que dará um tempero específico à experiência é o de “criminalidade”. Agir contra a lei – roubar produtos de lojas, arrombar cofres, matar ou ferir pessoas – aumenta seu “nível de procurado” até gerar uma recompensa e torná-lo procurado da justiça. Personagens procurados podem ser feridos ou mortos sem consequências em cidades normais, por isso existem esconderijos de foras-da-lei que têm os mesmos serviços de um “lugar normal”.

Wild West Online seguirá o modelo de games como Guild Wars 2 e será comprado uma única vez, não possuindo taxa de assinatura posterior. As compras dentro do game se resumirão a itens cosméticos e os criadores afirmam categoricamente que não haverá pay-to-win. WWO será lançado ainda em 2017 somente para PC e deve entrar em fase beta fechada no meio do ano.

Fonte: PC Gamer

Historiador cultural. Geek de games, quadrinhos, filmes, RPG, manga e outros. Levemente dissociado da realidade. Viciado em abacaxi.