7 indies que se destacaram durante a E3 2019

Artigos Notícias PC Playstation 4 Switch Xbox One

Todo ano a E3 nos agracia com uma grande variedade de jogos, inclusive alguns títulos indies que nos chamam a atenção já à primeira vista. Separamos aqui alguns desses indies que ganharam destaque durante a E3 2019.

12 Minutes

12 Minutes é um jogo desenvolvido pelo português Luis Antonio e publicado pela Annapurna. O game foi apresentado na conferência da Microsoft e tem data de lançamento prevista para 2020 para PC e Xbox One.

O game é ambientado no apartamento de um casal visto de cima para baixo. O jogador controla o marido que ao descobrir que sua esposa está grávida, recebe logo em seguida a visita de um policial que acusa a esposa de assassinato de seu pai e, ao tentar prendê-la, bate no marido e mata a esposa.

A partir daí o game reinicia do ponto inicial, onde o protagonista deve descobrir se a esposa é realmente responsável pelo assassinato, como evitar sua morte, tudo isso em um loop de 12 minutos.

Spiritfarer

A primeira impressão de Spiritfarer é que ele é um jogo muito bonito e as cores mornas passam um sentimento acalentador. A surpresa veio com a descrição do game que diz ser “um jogo de gerenciamento reconfortante sobre a morte”.

O jogador assume o papel de Stella, a barqueira do além e guia dos espíritos, que deve construir um barco para explorar o mundo, fazer amizade com espíritos e libertar suas almas para que sigam adiante. Além de explorar os mares místicos, o game permite ao jogador plantar, minerar, pescar, colher e cozinhar. O game cooperativo será possível onde um segundo jogador se une a Stella como o gato Daffodil.

Spiritfarer tem previsão para chegar em 2020 para PC, Switch, Xbox One e PlayStation 4.

Carrion

Carrion é citado como um “jogo de terror reverso” pelos seus desenvolvedores. Isso porque ele inverte o papel, tirando o jogador do personagem que deve fugir e/ou atacar monstros e outros tipos de inimigos. Em Carrion você é um monstro amorfo de origem desconhecida que deve perseguir e eliminar os cientistas que o aprisionaram.

O game também tem um sistema de evolução, onde você cresce e recebe novas habilidades conforme avança cumprindo sua vingança.

Carrion chega também em 2020. A única plataforma confirmada até o momento é o PC.

Telling Lies

Sam Barlow, criador de Her Story, anunciou seu novo game Telling Lies que, como o anterior, segue uma narrativa não linear que explora um conjunto de conversas gravadas em vídeo secretamente. Diferente de Her Story que seguia a história de uma personagem, interpretada por Viva Seifert, Telling Lies terá quatro personagens principais estrelados por Logan Marshall-Green, Alexandra Shipp, Kerry Bishé e Angela Sarafyan.

O game se inicia com o jogador em frente a tela de um laptop anônimo carregado com um banco de dados roubado da NSA repleto de vídeos. Os vídeos registram dois anos da vida íntima de quatro pessoas, cujas histórias se vinculam por causa de um chocante acidente. Para explorar o banco de dados, o jogador deve digitar termos de busca, assistir aos clipes em que alguém pronuncia esses termos e montar a história. 

O jogo ainda não tem data de lançamento definida, mas deve chegar no fim deste ano para PC.

Blair Witch

A Bloober Team, desenvolvedora de Layers of Fear, pegou todos de surpresa com o anúncio do seu novo jogo, Blair Witch. Inspirado no folclore cinematográfico, o game é um terror psicológico focado na narrativa.

O ano é 1996. Um menino desaparece na Floresta Black Hills, perto de Burkittsville, no estado americano de Maryland. O jogador interpreta Ellis, um ex-policial com um passado conturbado, que participa da busca pela floresta. O que começa como uma simples investigação logo torna-se um pesadelo sem fim, tendo de enfrentar seus medos e a Bruxa de Blair, uma força misteriosa que assombra os bosques.

Ellis contará com a ajuda de seu amigo fiel, o cão Bullet, que parece ser extremamente importante na trama. Não sei vocês, mas filmes e jogos de terror com cachorros são os que mais me causam ansiedade.

Blair Witch chega dia 30 de agosto para PC e Xbox One.

Cris Tales

Cris Tales já chama a atenção com sua belíssima arte 2D desenhada a mão, fora a promessa de ser um deleite para os fãs dos JRPGs clássicos.

O jogador presencia o despertar da Crisbell, uma maga do tempo que deve embarcar em Crystallis e os quatro Reinos em uma tentativa de parar a poderosa Imperatriz do Tempo e reescrever o futuro do mundo e de todos aqueles que nele habitam. Ao longo do caminho, ela vai conhecer e recrutar poderosos aliados com suas próprias histórias e habilidades únicas, como Matias o sapo e Willhelm a maga criança.

Enquanto ela explora o mundo e conhece seus parceiros, Crisbell terá que fazer escolhas com consequências de longo alcance para as pessoas que conhece – consequências que afetarão o mundo em tempo real ao longo de sua jornada. A tela do game é dividida em três partes, cada uma representando passado, presente e futuro respectivamente. Portanto, as consequências das alterações feitas no presentes podem ser vistas no mesmo momento.

Cada companheiro será inestimável ao enfrentar essas escolhas e os inúmeros inimigos que estão em seu caminho. Você vai atacá-los ou descobrir formas criativas de usar os poderes do tempo de Crisbell para alterar a realidade de cada luta?

Cris Tales será lançado em 2020 para PC, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch,

El Hijo

El Hijo é um jogo furtivo não violento onde o jogador deve ajudar um garoto de seis anos a encontrar sua mãe.

A jornada começa quando uma fazendeira e seu filho El Hijo são atacados por bandidos que destroem sua fazenda. A mãe decide deixar o garoto em um mosteiro isolado para protegê-lo. No entanto, o menino decide que a vida monástica não é para ele e decide fugir.

Em vez da violência, El Hijo usará brincadeiras e travessuras de uma criança para passar pelos monges e cumprir seu objetivo.

O game ainda não tem data de lançamento definida, mas deve chegar para PC, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch.

A E3 desse ano com certeza nos trouxe ótimas opções indies. Qual mais interessou você?

Amante de livros, séries, mangás e claro, amante de jogos, principalmente aqueles com uma ótima e profunda história. Estuda pedagogia porque precisa trabalhar para comprar os games no lançamento.