6 dicas para iniciar em The Sinking City

Artigos PC Playstation 4 Switch Xbox One

The Sinking City é um jogo investigativo da Frogwares, que foi lançado no fim de junho. Estou avançando gradualmente no mesmo e pensei em ajudar quem está iniciando ou planeja começar a jogá-lo. Espero que essas dicas o ajudem a ser um verdadeiro Sherlock Holmes em meio ao caos de Oakmont.

1 – Preste atenção nos ícones no Livro de Casos

Uma grande ferramenta de todo detetive é um caderno onde todas as pistas dos casos são armazenadas. Em The Sinking City esse caderno é o Livro de Casos, que mostra todas as missões disponíveis e as pistas coletadas.

As pistas possuem ícones que ajudam a mostrar o que você deve fazer em seguida. Ícones com uma Rosa dos Ventos significam que a pista se refere a uma localização. Já pistas com um caderno como ícone, se referem a pesquisas que devem ser feitas. Há alguns lugares para pesquisa em Oakmont, são eles:

  • Jornal (para anúncios, propagandas e notícias)
  • Polícia (para crimes, mandados e suspeitos)
  • Prefeitura (para localizações de pessoas, empresas)
  • Biblioteca (para encontrar obras, autores)
  • Hospital (pacientes, médicos e funcionários)

Nesses lugares você usa a evidência coletada para encontrar o que precisa para avançar no caso. Caso esteja no local correto, o ícone do caderno irá aparecer quando a pista for selecionada.

Fonte: GamePressure

2 – Coletando evidências

Ao chegar em um local para coletar evidências, o ícone é marcado no mapa com uma lupa. É importante prestar atenção nesse ícone, pois se ele se manter branco, significa que você deixou algo para trás. Se ele estiver amarelo, significa que as principais evidências foram coletadas, mas não todas.

O ícone verde, por fim, significa que todas as evidências foram coletadas e você pode seguir em frente.

3 – Olho da Mente

Após descobrir o Olho da Mente, habilidade de Reed para descobrir objetos, rastros e até salas ocultas, a vontade é de usá-lo a todo instante procurando pistas escondidas. Porém, o jogo te dá uma dica de quando é necessário usá-lo.

Ao perceber que as bordas da tela estão arredondadas (como um olho mesmo), significa que é o momento certo para usar o Olho da Mente e coletar aquela pista.

4 – Cartas de Oakmont

Uma das primeiras missões paralelas que você irá receber é uma chamada “Cartas de Oakmont”. Você a pega no hotel, Recife do Diabo, onde mantém um quarto.

A missão consiste em adentrar locais e resgatar cartas de um homem que sofria com visões (como o próprio protagonista).

Se você é um louco por side-quests, como eu, a vontade é de marcar todas as localizações no mapa e ir correndo resgatar essas cartinhas, mas não recomendo.

Os locais das cartas estão cheios de monstros e não é uma boa ideia enfrentá-los de início. Espere um pouco, se acostume com as mecânicas do jogo e, aí sim, vá aos locais que oferecem diversos itens úteis.

5 – Melhore o seu golpe

O combate não é o principal em The Sinking City, mas você precisa utilizá-lo com frequência, seja para enfrentar monstros ou bandidos. Munição não é algo que você terá facilmente, visto que a moeda de Oakmont é a própria munição, portanto não há como comprá-la. Ou você fabrica ou ganha algumas em suas missões.

Uma boa alternativa é melhorar o seu golpe corpo a corpo na sessão de habilidades. Assim, você deixa seu ataque mais forte e mais rápido fazendo com que seja fácil enfrentar pequenas criaturas, mas…

6 – Fugir é sempre uma boa opção

Nem sempre enfrentar as criaturas é viável. Em algumas ocasiões, principalmente nos pontos marcados como perigosos no mapa, elas irão aparecer aos montes, então não se sinta mal em fugir. Algumas criaturas são rápidas, outras jogam projéteis, então quando elas se unem, pode ser fatal.

Corra como se não houvesse amanhã e saia da região o mais rápido e com menos dano sofrido possível.

The Sinking City oferece uma boa experiência investigativa em um cenário lovecraftiano. Fique ligado, em breve postaremos nossa análise.

Amante de livros, séries, mangás e claro, amante de jogos, principalmente aqueles com uma ótima e profunda história. Estuda pedagogia porque precisa trabalhar para comprar os games no lançamento.