Kyoto Animation e sua importância para os games

Conheça um pouco mais da relação entre a Kyoto Animation e o mundo dos games. Estúdio sofreu uma terrível tragédia na última quinta, 18 de julho.

Artigos Cinema Notícias

A tragédia do incêndio criminoso do estúdio Kyoto Animation pegou a todos de surpresa. Já foram contabilizados 33 mortos e diversos feridos entre os 73 funcionários da divisão do estúdio em Uji, Quioto. Os fãs de cultura e animação japonesa estão de luto, com diversas mensagens de apoio e respeito às vítimas percorrendo o mundo.

A Silent Voice é um dos maiores sucessos da Kyoto.

Nós do Pulo Duplo também estamos enlutados e tristes com esta tragédia. A KyoAni, como é conhecida, é uma das maiores referências em animações atualmente. E como forma de prestar homenagem, vamos lembrar da importância do estúdio para o mundo dos games japoneses.

A origem do estúdio e sua participação em Zillion

Em 1981, o casal Yoko Hatta e Hideaki Hatta, ao se demitirem de seus empregos fixos, decidiram criar uma empresa própria: a Kyoto Anime Studio. Ambos já tinham experiência com empresas de animação e decidiram começar seu próprio empreendimento. De início, os primeiros trabalhos do estúdio foram auxiliar em animações como Porco Rosso e Akira.

Os protagonistas do anime: Champ, J.J. e Apple.

O primeiro grande projeto do estúdio foi a coprodução de Zillion, em parceria com o estúdio Tatsunoko. Esta é também a primeira participação da Kyoto em projetos relacionados a jogos. Mas para falarmos sobre isso, vamos relembrar o passado da Sega e do seu videogame 8 bits, o Master System.

Abertura original do anime.

Em 1984, a Sega Japan lançava um novo produto no mundo dos brinquedos: a pistola Zillion. O aparato foi o precursor do Lasertag, onde a criançada utilizava painéis infravermelhos que acendiam e soavam um aviso sonoro quando eram “atingidos” por outra pistola. Durante 2 anos, o brinquedo foi um sucesso de vendas. E para continuar a manter a marca em destaque no Japão e no mundo, a Sega decidiu desenvolver uma série animada e um jogo em parceria com a Tatsunoko Animation.

Pistola Light Phaser que foi inspirada porZillion.

Eis aqui que entra o Kyoto Anime Studio. A Tatsunoko contratou o estúdio novato para desenvolver os primeiros trabalhos de animação e o designer geral dos personagens. A própria Yoko Hatta assina o character design de vários personagens da série, tais como Eimi e Gordon. E como corresponsável pelo design, foi Yoko também participou da produção das versões alternativas das pistolas Zillion. Dizem, inclusive, que a Light Phaser, a pistola de luz do console Master, foi inspirada em um design alternativo da pistola presente no anime.

Zillion foi uma produção da Tatsunoko em parceria com a Kyoto Animation.

Mas Zillion não se limitou apenas ao Japão. O sucesso foi tão grande que a Sega decidiu expandir a marca para outros territórios. Eis então que animação chegou ao Brasil.

Zillion no Brasil

Graças a iniciativas da Tectoy, parceira brasileira da Sega, Zillion chegou junto com o Master System ao final dos anos 80. A primeira exibição da série aconteceu na Rede Globo em 1988, mudando para a TV Manchete no ano seguinte.

Zillion foi um sucesso nas terras tupiniquins. Além dos produtos tradicionais da franquia, o Brasil desenvolveu itens próprios, como uma “pistola estilingue” da série e os bonecos de plástico da falecida Glasslite. E o jogo para Master System vendeu bastante, inclusive com o lançamento do segundo título no Brasil acontecendo quase que simultaneamente com o Japão.

Trabalho de Yoko inspirou a produção dos games Zillion.

Mas a série Zillion não foi a única incursão de sucesso da Kyoto no mundo dos games. Anos depois, o anime Clannad reacendeu o gosto por jogos visual novels no Japão e foi responsável pela expansão do gênero para o Ocidente.

Clannad e o crescimento das visual novels no Ocidente

Já consolidada no mercado e rebatizada como Kyoto Animation, o estúdio de Yoko e Hideaki Hatta já havia participado como coprodutores de diversas animações voltadas para o mundo dos games. Alguns exemplos são especiais animados de jogos como Largrisser, Shin Megami Tensei e Final Fantasy. Mas o segundo grande sucesso da empresa com parcerias entre anime e games viria com Clannad.

A adaptação da visual novel Clannad é um dos grandes sucessos do estúdio.

Uma visual novel criada pela desenvolvedora Software Key, Clannad traz a história de Tomoya Okazaki, um aluno do Colégio Hikarizaka. Com fama de delinquente e desordeiro, a vida de Okazaki muda de vez ao se esbarrar com Nagisa, uma atrapalhada estudante do mesmo colégio. Através deste encontro, ambos decidem reviver o clube de teatro do colégio. À partir de então, ambos farão novas amizades e conhecerão o verdadeiro valor do amor e a importância da vida.

O game foi um sucesso no Japão, chegando a 200 mil cópias vendidas para PC no ano de lançamento. Pode parecer pouco, mas o número é um indicativo de sucesso para jogos do gênero. Três anos depois, em 2007, o estúdio Key contrata a Kyoto Animation para a produção da série animada de Clannad.

Novos personagens e elementos foram inseridos na adaptação em anime.

Baseada no mangá do jogo, Yoko Hatta encabeça o time de desenvolvimento da animação. No total, a animação teve duas temporadas de 24 episódio cada, um filme e três especiais. O título foi importado para o Ocidente e recebeu dublagem em 5 línguas diferentes.

Visual novels no Ocidente

Graças ao sucesso do anime, a demanda por visual novels cresceu no Ocidente. Versões “alternativas” do jogo Clannad com traduções de fãs foram amplamente distribuídas pela internet. Com isso, ocorreu o aumento do interesse dos ocidentais por jogos do gênero.

Game Analogue: A Hate Story recebeu inspirações do anime Clannad.

Interesse este que fez despertar a vontade de produtores indies para criarem suas próprias novels. Um exemplo é o game Analogue: A Hate Story, do estúdio Love Conquers. Christine Love, diretora e escritora do título, atribuí parte do seu interesse em produzir visual novels se deve ao “estímulo e mensagem apaixonante” de animes como Clannad.

No ano de 2015, Clannad finalmente foi localizado para o Ocidente, através da Steam. O game foi um dos primeiros de uma leva de visual novels criadas e localizadas para o mercado ocidental. É possível dizer que o anime da Kyoto Animation foi o responsável pelo crescimento do gênero no Ocidente.

Um legado memorável

Com quase 50 animações próprias e diversas co-participações e colaborações na indústria de Animes, a Kyoto Animation sempre foi uma referência em compromisso e ética com seus funcionários. Conhecida por contratar funcionário de maneira efetiva (e não freelancers como é costume na indústria), boa parte de suas funcionárias são mulheres. Para muitos, é graças a isso que suas produções são recheadas de emoção e histórias sobre amizade e amor.

São essas histórias que apresentam o que há de melhor na cultura japonesa. E por isso dói tanto ver tal tragédia acontecer com uma empresa que trouxe tanta emoção e alegria ao mundo. Por isso, todo fã de animes ou jogos japoneses, sente pesar e oferece seus sentimentos aos amigos e familiares das vítimas.

Fontes

G1: Incêndio destrói estúdio de animação no Japão
Jovem Nerd: Conheça a história da Kyoto Animation, um dos maiores estúdios de animes do Japão
Ultra Jovem: Zillion, o clássico faz 30 anos
Sega Retro: Zillion for Master System
My Anime List: Clannad

Apaixonado por tudo que vem do Japão, em especial os jogos. Trabalha com política, mas sonha em salvar o mundo com o poder da amizade. Um eterno sonhador que espera encontrar a Waifu perfeita ( ͡° ͜ʖ ͡°)