The Lord of the Rings: Gollum irá chegar para a próxima geração

Mais detalhes do jogo também foram revelados.

Notícias PlayStation 5 Xbox Series X

Depois do anúncio em abril do ano passado, finalmente temos mais novidades sobre The Lord of the Rings: Gollum. Conforme anunciado anteriormente, o game chega em 2021 e será lançado para o PC, PlayStation 5 e Xbox Series X.

A informação foi revelada pela revista Edge, que teve o jogo como capa da sua edição de fevereiro, que trouxe entrevistas com os desenvolvedores e mais detalhes sobre o game.

O que sabemos até agora é que o Gollum do game não terá a mesma famosa aparência dos filmes d’O Senhor dos Anéis. “Tolkien não deu uma referência de tamanho para Gollum, para começar”, disse o diretor de arte Mathias Fischer ao Edge. “Então, nas primeiras ilustrações, ele é gigantesco! Ele é como um monstro emergindo do pântano.” Porém, a Daedalic ainda não revelou como será o Gollum do jogo.

O game terá por volta de 20 horas que serão gastas com Gollum e Sméagol, as personalidades da criatura. A promessa é que o estado mental de Gollum e a corrupção do Um Anel serão os pontos chave. O jogo será focado na furtividade e não terá a violência como principal fator, diferente de outros títulos da franquia dos Senhor dos Anéis.

Um sistema de escolhas também estará presente baseado nas ambas personalidades do personagem. “Não é apenas escolher ser Sméagol ou Gollum, porque para Gollum como entidade não é tão fácil. Cada personalidade está sendo atacada pela outra; cada uma tem que se defender ”, explicou o designer de jogos Martin Wilkes.

“Você terá talvez dois, três ou quatro conflitos por capítulo que levarão a um ponto de decisão final. E neste ponto de decisão final, será mais difícil escolher Sméagol, por exemplo, se você sempre lutou pelo lado de Gollum antes. ”

The Lord of the Rings: Gollum não será o único jogo da Terra Média da Daedalic. O CEO Carsten Fichtelmann disse que a empresa possui um contrato de longo prazo, porém isso não significa que teremos um Gollum 2. “Isso não faz sentido – diz ele – Pode ser algum outro personagem. Mas será comparável ao que estamos tentando agora com Gollum.”

Com ajuda do IGN.

Amante de livros, séries, mangás e claro, amante de jogos, principalmente aqueles com uma ótima e profunda história. Estuda pedagogia porque precisa trabalhar para comprar os games no lançamento.