71% dos pais jogam com os filhos no Brasil

Você tem o costume de jogar video game com seu filho?

Notícias PC Playstation 4 Xbox One

A Pesquisa Game Brasil revelou que 78,7% dos pais afirmam que seus filhos jogam videogame, enquanto 71% jogam junto com eles. A pesquisa ouviu 5.830 pessoas em 26 Estados e no Distrito Federal, no mês de fevereiro. Para o levantamento de pais e filhos, o estudo considerou apenas os entrevistados que moram com os filhos, totalizando 2.163 pessoas.

Deste total, 78,7% afirmam que seus filhos possuem o hábito de jogar jogos eletrônicos, e 60,2% deles gostam que os filhos realizem a atividade, mas com ressalvas diversas. A principal delas, para 92,4% dos entrevistados, é evitar jogos inadequados de acordo com a faixa etária.

A segunda ressalva, para 80,9% dos pais, é evitar que as crianças joguem antes de dormir. Na sequência, 72,4% dos pais concordam que os jogos são viciantes, podendo causar dependência. Em contrapartida, 53,9% concordam que a variação de jogos estimula diferentes habilidades para seus filhos.

71% dos pais jogam com seus filhos no Brasil
Os pais acreditam que os jogos estimulam habilidades para seus filhos

Outro ponto levantado na pesquisa é a violência nos jogos enquanto influência negativa para as crianças e adolescentes: enquanto 33,4% dos pais que não jogam concordam que os games podem levar ao comportamento agressivo e à delinquência, 56,6% dos pais gamers discordam dessa afirmação. 

Pais gamers jogam mais com os filhos

Os pais que tem o hábito de jogar video game influenciam e compartilham esse hábito com seus pequenos, aponta a Pesquisa Game Brasil. 95,6 % dos pais gamers jogam com seus filhos.

Em relação à influência que os jogos possuem na aprendizagem das crianças, 47,4% dos pais gamers discordam (parcialmente ou totalmente) que os jogos possam atrapalhar nos estudos, enquanto 35,9% concordam (total ou parcialmente).

95,6 % dos pais gamers jogam com seus filhos
Papais gamers compartilham o hábito com seus filhos

“Nos dias de hoje, muitos pais cresceram com o hábito de jogar videogame, o que torna mais natural este processo de passá-lo ‘de pai para filho’. Mesmo assim, os pais permanecem zelosos quanto aos excessos e limites dessa forma de entretenimento, o que é bastante saudável para todos os envolvidos”, diz Carlos Silva, Head de Gaming na Go Gamers.

E você papai? Compartilha e ensina os jogos para os seus filhos?

Siga o Pulo Duplo nas Redes Sociais!

Amante de livros, séries, mangás e claro, amante de jogos, principalmente aqueles com uma ótima e profunda história. Estuda pedagogia porque precisa trabalhar para comprar os games no lançamento.