Chefe da divisão Xbox fala sobre estratégia de jogos da Bethesda no PlayStation

Phil Spencer, head do Xbox, revela posição da Microsoft sobre Bethesta e sua relação com PlayStation e outras plataformas.

Entrevistas Notícias Notícias Nova Geração PC Playstation 4 PlayStation 5 Switch Tech Xbox One Xbox Series S Xbox Series X

Na manhã do dia 21 de setembro, foi anunciada uma das maiores aquisições da história recente do mercado de videogames. A Microsoft adquiriu a ZeniMax Media, dona da Bethesda. Além do estúdio, a empresa conseguiu obter o controle sobre grandes franquias como The Elder ScrollsFalloutDishonoredDoom e Quake.

Phil Spencer

Uma aquisição desse tamanho levantou várias questões para todos os envolvidos com games. Uma das principais, é claro, seria a possibilidade de todas essas franquias se tornarem exclusivas do Xbox.

Para baixar um pouco da ansiedade geral do mercado o chefe da divisão Xbox, Phil Spencer, se pronunciou e indicou que jogos como Deathloop e Ghostwire: Tokyo honrariam seus contratos de exclusividade com a Sony.

Deathloop e Ghostwire: Tokyo vão honrar seus contratos de exclusividade com a Sony.

Na sexta-feira da semana passada (16), Phil voltou a falar sobre o assunto em uma entrevista ao Kotaku (via The Enemy).

Durante a entrevista, o chefe do Xbox foi questionado sobre a possibilidade da Microsoft recuperar seu investimento de US$ 7,5 bilhões na Bethesda mesmo sem distribuir The Elder Scrolls VI no PlayStation, e sua resposta foi direta: “sim”.

Ao elaborar a resposta, o executivo ressaltou que o acordo de aquisição da Bethesda “não foi feito para tirar jogos de outra base de jogadores“, mas acredita que o ecossistema da Microsoft seria o suficiente para que o negócio funcione para a empresa.

Quando penso sobre onde as pessoas vão jogar e no número de dispositivos que tínhamos, e temos xCloud, PC e Game Pass e nossa base de console, eu não tenho que lançar esses jogos em qualquer outra plataforma além das plataformas que oferecemos suporte para fazer o negócio funcionar para nós. O que quer que isso signifique.

A estratégia sobre todos os jogos da Bethesda ainda não é clara e deve ser analisada caso a caso tendo em vista as proporções dessa aquisição, mas cabe ressaltar que franquias como Minecraft continuaram a ser distribuídas para Switch e PlayStation mesmo depois da aquisição da Mojang Studios. Os próximos movimentos provavelmente levarão em conta o que realmente for mais vantajoso para o Xbox e o ecossistema Microsoft.

Fonte: The Enemy

Aparentemente fragmentado, geralmente atarefado mas certamente engajado, este profissional do ramo bancário da seus pulos duplos no mundo dos games por ser fascinado pela forma como esta "arte" influencia os indivíduos.