PlayStation 2: a história de querido console

O PlayStation 2 é divisor de águas no mercado de games. Considerado o console mais vendido da história, vamos relembrar alguns fatos sobre ele.

Artigos Instagram Vintage

Em 4 de março de 2000, o PlayStation 2 chegava às lojas do Japão. Após o sucesso do seu primeiro console, a Sony decidiu continuar sua empreitada no mercado dos games com uma potente máquina (na época) para destacar-se ainda mais. E a estratégia deu muito certo. Superou as expectativas e sobreviveu por anos, sendo aclamado até os dias de hoje em vários mercados.

image-273889
O popular PS2 Slim

Para comemorar o aniversário de 21 anos, vamos relembrar algumas curiosidades e fatos sobre o PlayStation 2 e sua história

Dominou a sexta geração de consoles

O pontapé inicial da sexta geração de consoles partiu mesmo da Sega e do seu Dreamcast. Porém, as péssimas decisões da empresa no lançamento do videogame dificultaram a inclusão em vários territórios, principalmente nas Américas.

PlayStation 2: a história
image-273890
PlayStation 2: a continuação de uma história de sucesso

Algo que não aconteceu com PlayStation 2. A Sony investiu pesado em marketing e ofereceu jogos de peso como Street Fighter EX 3, Ridge Racer 5, Tekken Tag Tournament, Armored Core 2, Dynasty Warriors 2 e outros. No Ocidente, o console trouxe jogos de impacto para o mercado, a exemplo das várias licenças de esportes da EA.

Lançamentos oficiais fora do Japão

PlayStation 2: a história
image-273891
Ken Kutagari, vice presidente da Sony, apresentou o PS2 a imprensa em março de 1999. (Imagem: VEJA)

Esqueça a grande euforia de lançamentos globais como aconteceu com o recente PlayStation 5. O sucessor do PSOne só chegou aos Estados Unidos e Europa em outubro de 2020, quase 7 meses depois do lançamento japonês. No resto do mundo, a Sony seguiu bem devagar, com grande parte dos jogadores precisando importar os aparelhos.

No Brasil, o console só foi lançado oficialmente em 2009, sendo vendido com exclusividade em grandes magazines. Um detalhe interessante é que antes mesmo do lançamento oficial no nosso país, várias destas lojas já vendiam o PlayStation 2 por meio de terceiros. Alguns deles já vinham até desbloqueados para rodar mídias “alternativas”.

Os vários destraves do PlayStation 2 na história

image-273892
Uma tela comum em vários PS2 no Brasil…

Assim como o antecessor, o PlayStation 2 foi alvo dos desbloqueios para rodar mídias “alternativas”. Logo nos primeiros meses do lançamento da versão ocidental, hackers já desbloqueavam o aparelho utilizando jogos prensados em CDs e mídias de boot, já que a gravação de DVDs ainda não era difundida.

Mas ao final dos anos 2000 surgia a primeira leva dos chips “Messiah”, que anulava as travas de região e permitia o uso de CDs e DVDs piratas no PlayStation 2. Mesmo a Sony movendo uma ação para fechar a fabricante do chip, outros surgiram. Entre os mais destacados estiveram Crystal, Actel Thunder e o famoso Matrix, um dos mais vendidos no Brasil.

Hoje, já existem opções de desbloqueio por meio de Software, modificações básicas no hardware e até uso de HDs externos com jogos..

A história do PlayStation 2 e seu sucesso no Brasil

O PlayStation 2 é o console mais vendido da história. Com expressivas 155 milhões de unidades vendidas, o videogame é um sucesso absoluto. O único que chega perto do feito é o portátil Gameboy da Nintendo, com 154 milhões de unidades.

image-273893
Ainda é comum encontrar o PS2 em grandes magazines

Mas engana-se quem pensa que o console “só vendeu por conta da pirataria”. A venda de jogos do PS2 também é registrada como a maior da Sony, com mais de 420 milhões de unidades em mídias vendidas.

No Brasil, o videogame ainda é muito querido. Segundo dados da Pesquisa Game Brasil, 23,8% dos entrevistados afirmam ainda possuir um PlayStation 2. A venda de mídias piratas do console também continua ativa no país, com comerciantes vendendo jogos alternativos em centros comerciais e feiras livres de vários municípios brasileiros.

Um videogame e leitor de DVDs

PlayStation 2 história
image-273894
Muitos compram o PS2 para aproveitar o DVD player

A tecnologia de reprodução de DVDs ainda não era popular em 2000, principalmente por conta do preço. Sabendo disso, a Sony decidiu investir nas mídias e cobriu o preço dos leitores de DVD dos primeiros consoles, tornando uma opção mais barata em relação aos DVDs Players da época.

Assim, o console era vendido como um leitor de DVDs e um videogame. Uma estratégia de marketing que se mostrou bastante eficiente por anos.

GTA marca história no PlayStation 2

image-273895
O sucesso de GTA: San Andreas faz parte do PlayStation 2 e sua história.

A grande maioria dos donos de PS2 teve algum contato com o Grand Thief Auto, uma das séries de maior sucesso da história.O segundo console da Sony foi a plataforma de destaque do GTA 3, o primeiro com gráficos 3D. Foi a partir do título que o termo Open World começou a ser difundido. O sucesso foi tamanho que duas sequências foram lançadas seguindo o sucesso do título: GTA: Vice City e GTA: San Andreas.

San Andreas foi um sucesso absoluto no videogame. Das mais de 22 milhões de cópias vendidas até o ano de 2010, 17.2 milhões foram do PlayStation 2.

Surge Kratos

PlayStation 2 história
image-273896
O sucesso de Kratos segue por várias gerações

Com o sucesso, a Sony decidiu investir em franquias próprias. Apesar de tentar replicar alguns sucessos do PSOne e emplacar outras novidades, o grande destaque da empresa foi God of War. A ação e violência gerada por Kratos gerou uma paixão absoluta pelo personagem. O game também marcou o início de uma leva de jogos com Quick Time Event, onde o jogador controlava os elementos  das cinemáticas com o apertar de botões.


Os God of War 1 e 2 venderam, respectivamente, 4.62 e 4.24 milhões de cópia. O sucesso seguiu para o PS3 com o terceiro título, que vendeu 5.2 milhões. Mas o BOOM veio com o God of War do PlayStation 4, que vendeu expressivas 15 milhões de unidades.

O sepulcro de muitas séries

PlayStation 2 história
image-273897
Valkyrie Profile 2: Silmeria não fez tanto sucesso quanto o antecessor

Apesar da expressiva capacidade gráfica e potencial comercial da plataforma, muitas desenvolvedoras não conseguiram acompanhar o sucesso do PS2. Existem vários exemplos, mas talvez seja melhor focar em um gênero específico: os J-RPGs.

Várias franquias encontraram seu fim no PlayStation 2. Da Capcom, temos o exemplo de Breath of Fire V: Dragon Quarter, que trazia alguns problemas na jogabilidade e enredo. No total, o jogo vendeu pouco mais de 140 mil cópias. Já a Squaresoft (atual Square Enix), tentou trazer sequências diretas de títulos das séries SaGa, Mana (Seiken Densetsu no original) e Valkyrie Profile. Com baixíssimas vendas, as séries foram engavetadas e só surgiram recentemente com remakes, remasters e jogos mobiles.

Mas o grande golpe para os fãs de RPG veio com o fim da série Wild Arms. Mesmo recebendo outros 3 títulos principais e o remake do primeiro jogo do PSOne, o estúdio Media.Vision rompeu com a Sony. O último jogo lançado foi Wild Arms XF para o PSVita em 2007.

A retrocompatibilidade para alavancar a nova geração

PlayStation 2 história
image-273898
O primeiro modelo do PS2 era retrocompatível com quase tudo do PSOne.

Para ajudar nas vendas e atrair donos do PSOne, a Sony decidiu lançar o PlayStation 2 com retrocompatibilidade com os jogos do antecessor. Não apenas isso, mas também acessórios e controles do console anterior eram compatíveis com o PS2, salvo raras exceções.

A estratégia se seguiu no sucessor, o PlayStation 3. Porém, o alto custo do console e problemas no hardware dificultavam a fabricação e desenvolvimento de jogos. Para baratear custos, as novas unidades do PS3 retiraram a retrocompatibilidade. No PlayStation 4, a ideia de compatibilidade com gerações anteriores foi abolida.

Apenas com o recente PlayStation 5 que a Sony voltou a utilizar retrocompatibilidade, mas apenas com os jogos do PS4.

Adeus, Memory Card!

Quem viveu a época sabe, mas os Memory Cards eram itens indispensáveis para os jogadores. Com pouco espaço de armazenamento, os acessórios serviam para armazenar saves e dados gerais dos jogos. Com a sétima geração de consoles, os queridinhos blocos deram lugar ao armazenamento em memória interna, disco rígidos e até salvamento em nuvem.

PlayStation 2 história
image-273899
O raro adaptador de Memory Cards do PS2

Porém, o título de “último grande console a utilizar Memory Cards” não é do PlayStation 2. O console Wii da Nintendo, lançado em 2006, trazia slots compatíveis para os cartões de memória do Gamecube.

Pouco tempo depois do lançamento do PS3, a Sony produziu adaptadores de Memory Cards compatíveis com cartões de todas as gerações do PlayStation.

Tem história esse PS2, heim? Não deixe de conferir outros artigos comemorativos de aniversários, a exemplo dos 35 anos de The Legend of Zelda e os 25 anos de Pokémon.

*Com informações da Gamasutra, Pesquisa Games Brasil e Veja

.

Jornalista, analista de mídias e sergipano com orgulho. Apaixonado por "quase" tudo que vem do Japão, em especial animes e jogos. Um eterno sonhador que sempre busca novos desafios!