review

Análise | Atomicrops – Plantar, matar, casar

Jogos como Stardew Valley e Binding of Isaac me fizeram gastar muitas horas, seja cuidando da minha fazenda ou desbloqueando novos níveis e habilidades. Atomicrops é uma junção dos dois e tem o potencial para durar várias horas de plantio e combate. Plante e lute Você possui um pequeno pedaço de terra de início, com algumas sementes. Preparar a terra e regar suas plantações faz parte do trabalho. ...

Análise | Cloudpunk – Entregas em uma cidade cyberpunk

Cloudpunk é um jogo indie do estúdio Ion Land que nos apresenta Rania em sua primeira noite no seu novo emprego. Ela trabalha como entregadora na Cloudpunk e deve seguir duas regras básicas: Nunca perder o pacote e nunca perguntar o que há nele. Só que muitas vezes é uma questão moral perder o pacote e perguntar o que está carregando. Rania conhece diversos tipos de pessoa e recebe variados tipos ...

Análise | Streets of Rage 4

Muita nostalgia, trilha sonora estimulante, visuais renovados e um gameplay respeitável marcam um retorno digno para Streets of Rage.

Análise | Resident Evil 3 Remake

Como mencionei na prévia, Resident Evil 3 foi o primeiro game da franquia que joguei e se não o primeiro, um dos meus primeiros contatos com o terror em video-games. Apesar de ter jogado lá no início dos anos 2000, algumas cenas ficaram marcadas. Por isso, fiquei bastante empolgada em saber do remake do game. Mas será que ele conseguiu cumprir as expectativas dos saudosistas e ainda agradar a novo...

Análise | Ori and the Will of the Wisps

Não sei vocês, mas Ori and the Will of the Wisps era um dos jogos que eu mais aguardava esse ano. O anterior, Ori and the Blind Forest, foi um dos melhores e mais belos metroidvanias que já joguei, então o hype era enorme. Será que o sucessor conseguiu melhorar o que já era bom? Ori and the Will of the Wisps se inicia com a esperança. Uma nova vida nasce depois dos acontecimentos do primeiro jogo ...

Análise | Wolcen: Lords of Mayhem

Um diamante não lapidado, distribuído em sua fase crua, cortando todos aqueles que o tocam.

Análise | Death Stranding

Quando saíram os primeiros trailers e detalhes de Death Stranding eu não sabia muito bem o que esperar. Isso porque ninguém sabia o que esperar. Sobre o que era o jogo? Era uma aventura, ação, stealth? A cada trailer as coisas ficavam mais confusas e causava efeitos diversos nos jogadores: alguns se empolgavam, outros preferiam esperar pra ver mais. A verdade é que quando Death Stranding foi lança...

Análise | Mosaic e a crítica ao sistema

Já trabalhou em um emprego que odiava? Todos os dias pareciam cinzas e úmidos, levantar da cama era difícil e você se sentia inferior a todos? É exatamente o que o protagonista de Mosaic sente. O game inicia em um quarto escuro onde o protagonista dorme. As roupas são sempre as mesmas, sociais, e ele até dorme com elas. Sua rotina é sempre a mesma no apartamento. Levantar, desligar o alarme, verif...

Análise | Neo Cab – O sucesso entre estrelas e sanidade

Jogos do estilo de Neo Cab sempre me chamam a atenção por ter de lidar com pessoas, ouvindo e reagindo às suas histórias. E se tem um tipo de profissional que pode fazer isso com frequência, é o taxista e motorista de Uber. Em Neo Cab você é o segundo tipo, um motorista que depende da classificação em estrelas para continuar trabalhando. Lina é uma das últimas motoristas humanas da cidade em neon,...

Análise | Children of Morta – Junte-se e lute

Children of Morta é focado em uma família. Os Bergsons, guardiões que devem combater juntos a corrupção que tomou parte do mundo. Mas por que isso aconteceu, por que agora? Para sanar essas dúvidas e impedir que a corrupção vença eles devem se unir adentrando as masmorras de três regiões diferentes. A família De início o jogador tem disponível John, o pai, e Linda, a filha mais velha. Conforme a h...

Análise | Telling Lies – Infiltre-se em uma rede de mentiras

Telling Lies começa com uma mulher chegando a um apartamento com certa pressa e acessando um disco rígido externo que contém um banco de dados. Ela digita a palavra “amor” e cinco vídeos aparecem na tela. A partir daí é com o jogador, para juntar as peças e descobrir o que está acontecendo. Telling Lies é um jogo do Sam Barlow, mesmo criador de Her Story. Assim como no game anterior, o jogador é i...

Análise | Wreckfest

Dirija com força. Morra por último.

  • 1
  • 2
  • 7